United Cup: De Minaur bate Djokovic e regista melhor vitória da carreira
Alex de Minaur está perto de se estrear no top-10 mundial (IMAGO/AAP)

United Cup: De Minaur bate Djokovic e regista melhor vitória da carreira

TÉNIS03.01.202411:00

Austrália está na frente da eliminatória e pode garantir acesso às 'meias' caso Ajla Tomljanovic vença encontro contra Natalija Stevanovic

A jogar em 'casa', Alex de Minaur (12.º ranking mundial) colocou a Austrália na frente da eliminatória dos quartos de final da United Cup (1-0), após vitória inédita contra Novak Djokovic, por 2-0, com os parciais de 6/4 e 6/4, em Perth.

Com este resultado, de Minaur, que está à beira de entrar no top-10 mundial, registou pela primeira vez um triunfo frente a um número um mundial. Para tornar o momento mais importante, tudo isto foi feito em pleno solo australiano.

No primeiro set, o homem da 'casa' conseguiu um precioso break quando a partida estava empatada a 4-4. Na hora de fechar o set, não tremeu e colocou-se em na frente do encontro. O mesmo não se pode dizer do segundo parcial, já que esteve a vencer por 40-0 a 5-4, com jogo de saque na mão, mas só nas vantagens é que deu o primeiro ponto da Austrália, nos quartos de final da United Cup.

Assim, a Austrália colocou-se na frente da eliminatória e pode garantir já acesso às meias-finais caso Ajla Tomljanovic ganhe a Natalija Stevanovic. Se a sérvia triunfar, o encontro entre as nações é decidido nos pares mistos, no qual está previsto que Novak Djokovic faça parceria com Olga Danilovic para fazer frente a Storm Hunter e Mathew Ebden. No entanto, o mesmo era esperado no duelo contra a Chéquia, mas Nole acabou por ser substituído por Hamad Medjedovic.

Djokovic volta a queixar-se do pulso

Novak Djokovic voltou a mostrar-se limitado, apenas um dia depois de ter sido assistido três vezes em pleno court, no triunfo que assinou frente a Jiri Lehecka. Com 24 títulos de Grand Slam, o atleta voltou a pedir assistência dos fisioterapeutas, tendo mesmo dito que o pulso direito «estava cada vez pior».

Novak Djokovic voltou a pedir assistência médica no encontro contra Alex de Minaur (IMAGO/AAP)

Refira-se que o sérvio espera agora estar apto para o Open da Austrália que inicia daqui a menos de duas semanas, no dia 14 de janeiro.