Olympiakos faz história e conquista Liga Conferência
Olympiakos, vencedor da Liga Conferência (IMAGO)

Olympiakos faz história e conquista Liga Conferência

INTERNACIONAL29.05.202422:51

A jogar em casa, a equipa de Atenas tornou-se na primeira formação grega a ganhar uma competição europeia. David Carmo, Chiquinho e Podence foram titulares; André Horta entrou e teve atuação de mérito; João Carvalho não saiu do banco.

Fez-se história em Atenas. Com golo de El Kaabi no prolongamento (116’) o Olympiakos conquistou a Liga Conferência e tornou-se a primeira equipa grega a conquistar uma competição europeia. E há portugueses no maior feito do futebol helénico a seguir à conquista em 2004 do Campeonato da Europa de seleções: David Carmo, Chiquinho e Podence foram titulares nesta final; André Horta entrou e teve atuação de mérito. Só João Carvalho não saiu do banco.

Depois de muito equilíbrio o único golo chegou aos 118 minutos. El Kaabi marcou o tento mais importante das carreira, mas ainda teve de sofrer durante dois minutos, com o VAR a analisar o lance e a tarda na decisão. Mas foi confirmado e desta forma José Luis Mendilibar conquista a segunda competição europeia consecutiva, depois de vencer a Liga Europa pela Sevilha na temporada passada.

Podence teve o primeiro remate perigoso do jogo, mas a bola saiu um pouco ao lado (4’). Numa final intensa desde o apito inicial de Artur Soares Dias, a Fiorentina respondeu por Nicolás González (5’).

Duas equipas sem grande receio de atacar e um grande espetáculo no Estádio Agia Sophia que teve como capítulo seguinte o golo anulado à Fiorentina, depois remate com perigo de Bonaventura, tendo sido Chiquinho a ter a reação, com remate que foi desviado para canto e aí a colocar a bola em Podence, que de cabeça volta a ameaçar.

Com o jogo a caminhar para o minuto 45, o Olympiakos foi crescendo, sempre com Chiquinho a selecionar bem os passes a meio-campo e com Podence a causar muitos problemas a Dodó com a sua velocidade. O brasileiro teve mesmo muito trabalho para travar o extremo português.

 A primeira parte terminou com tudo a zeros. Entre os portugueses, Chiquinho e Podence em muito bom plano e David Carmo seguro defensivamente.

Ao minuto 70 mais uma oportunidade flagrante para a Fiorentina. O cruzamento é de Dodó e Kouamé permite a Tzolakis fazer uma grande defesa. Sofria o Olimpiakos.

 Aos 80 minutos chegou a britar-se golo nas bancadas quando o recém-entrado André Horta bateu livre para o coração da área, mas o desvio de Iborra saiu um pouco ao lado da baliza de Terraccioano.

Mais um livre bem marcado por André Horta, mas El Kaabi chegou atrasado um milésimo de segundo (85’). O Olympiakos procurava o golo e empurrava a Fiorentina para junto da sua área.

O jogo foi mesmo para prolongamento e aí o Olympiakos pediu penálti aos 94 minutos, o VAR esteve a analisar o lance, mas o árbitro mandou jogar. No momento seguinte, o remate de Jovetic levava selo de golo, mas a defesa de Terracciano é fantástica.

A Fiorentina voltou a criar perigo aos 110 minutos, mas o remate de Ikoné saiu fraco. Ganhava cada vez mais força a possibilidade de o jogo ser decidido no desempate por pontapés da marca de grande penalidade. Mas aos 116 El Kaabi marcou o golo que deu o título ao Olympiakos. O cruzamento de Heze é perfeito e o avançado não perdoou.

Momentos de ansiedade para os jogadores das duas equipas, até que é confirmado o golo de El Kaabi. Fez-se história com a primeira conquista de uma competição europeia por uma equipa grega.