Cinco meses depois a pantera volta a sorrir no Bessa
Bozenik, estás perdoado: eslovaco fez o 2-0 depois da novela Sevilha (Foto: Manuel Fernando Araújo/Lusa)

Cinco meses depois a pantera volta a sorrir no Bessa

NACIONAL10.02.202422:29

Duas equipas empatadas no 11.º lugar, com 21 pontos; Vasco Seabra, treinador dos canarinhos, regressa ao Bessa; Bozenik de volta às opções das panteras depois da transferência falhada para o Sevilha

O Boavista venceu, por 2-1, o Estoril, na noite deste sábado, em jogo a contar para a 21.ª jornada da Liga. Há cinco meses que as panteras não ganhavam um jogo no Bessa, quando ganharam ao Chaves, por 4-1, para a 5.ª jornada, a 18 de setembro.

Sasso abriu a contagem aos 15’, num lance de bola parada (canto), e aos 29’ Bozenik fez o 2-0, numa finalização à ponta de lança, após uma abertura fantástica de Reizinho. Nos festejos, o eslovaco fez sinal simbólico: Estou aqui, como a dizer que agora p coração volta a bater com as cores do xadrez depois de gorada a transferência para o Sevilha.

Foi uma primeira parte muito sólida da equipa de Ricardo Paiva, segura a defender e muito prática a sair para o ataque, aproveitando o espaço nas costas do Estoril, muito desinspirado nos primeiros 45 minutos.

Os canarinhos entraram melhor na segunda parte. A entrada de Zanocelo por Ndiaye trouxe maior capacidade de pensar o jogo e com a subida das linhas (e a descida do Boavista) foi criando muito volume junto à área contrária. 

Conseguiu o golo, por Marqués, com felicidade à mistura (assistência involuntária de Filipe Ferreira) e parecia que o lance iria galvanizar os canarinhos. Assim foi, graças à capacidade de Mateus Fernandes de conduzir o jogo, mas o Boavista é uma equipa que não se importa de sofrer e agarrou-se a tudo, fechando a baliza, sem permitir muitas oportunidades. A sensação de perigo pairava, mas não um perigo real. 

No final, justificavam-se os festejos efusivos. Não só o Boavista ganhou a um adversário que tinha os mesmos pontos, como mandou para trás os maus resultados em casa própria. Uma espécie de renascimento.

Recorde as incidências da partida

Terminou o jogo!

Custou, mas foi: o Boavista volta a celebrar no Bessa, cinco meses depois do último triunfo

Tudo por tudo do Estoril!

90 + 3 - VAR reverte a expulsão, Mateus Fernandes vê apenas o amarelo

90+1 - Mateus Fernandes é expulso

90 - Seis minutos de compensação

88 - Salvador Agra sai, esgotado. Entra Joel Silva

87 - Basso cabeceia por cima, na sequência de um canto

Depois de um período de menor fulgor, o Estoril volta a carregar na tentativa de chegar pelo menos ao empate

73 - Sai Reisinho, entra Martim Tavares no Boavista

Ricardo Paiva mexe no Boavista: saem Makouta e Seba Pérez, entram Vukotic e Ibrahima

Ainda o golo do Estoril: Marqués encosta ao segundo poste após passe involuntário do lateral-esquerdo do Boavista Filipe Ferreira, em lance construído por Guitane na direita. Temos jogo!

54 - GOLO DO ESTORIL!

O Estoril dá sinais positivos

49 - Que falhanço de João Basso! Estava a meio metro da linha mas atirou a bola por cima da barra

46 - Começa a segunda parte

Volnei e Ndiaye saem no Estoril, Basso e Zanocelo entram 

Termina a primeira parte

O Boavista vence com justiça nos primeiros 45 minutos. Sasso e Bozenik são os homens do momento

45 - Dois minutos de compensação

44 - Heriberto não dá melhor sequência ao excelente passe de Mateus Fernandes. João Gonçalves agarra

Ainda o golo do Boavista: Guitane perde a bola, Reisinho conduz e bola e faz um passe fantástico para a desmarcação de Bozenik, que atira cruzado ao segundo poste. Grande golo!

29 - GOLO DO BOAVISTA!

25 - Estoril avisa pela segunda vez no espaço de cinco minutos. A bola morre na área, mas ficou o susto para os axadrezados

18 - Dani Figueira impede o 2-0 do Boavista: grande defesa a remate de Bozenik

Ainda o golo do Boavista: canto de Salvador Agra, Sasso disputa no ar com Ndiaye, o médio do Estoril perde o duelo, a bola sobra para o central, que atira de pé direito, na pequena área. A pantera está na frente do marcador

15 - GOLO DO BOAVISTA!

14 - Agra dispara de longe, a bola é desviada para canto

9 - Bruno Lourenço podia isolar-se a passe longo de Abascal, mas falhou a receção

7 - Perigo na área do Boavista: Volnei dispara de longe, a bola bate na relva e obriga João Gonçalves a brilhar

4 - Bozenik queixoso após queda. Está a ser assistido fora das quatro linhas

1- Começa o jogo

Minuto de silêncio em homenagem a João Oliveira Pinto, falecido esta semana

Suplentes do Estoril: Marcelo, Raúl Parra, Winther, Zanocelo, Basso, João Carlos, Jovic, Michel, Wagner Pina

Suplentes do Boavista: Tomé, Ibrahima, Masa, Vukotic, De Santis, Martim Tavares, Berna, Machado

Onze do Estoril: Daniel Figueira; Volnei, Mangala, Bernardo Vital; Rodrigo Gomes, Ndiaye, Mateus Fernandes, Tiago Araújo; Guitane, Marqués, Heriberto

Onze do Boavista: João Gonçalves; Pedro Malheiro, Sasso, Abascal, Filipe Ferreira; Seba Pérez, Makouta; Salvador Agra, Reisinho e Bruno Lourenço; Bozenik

Os onzes já são conhecidos

No jogo da primeira volta, os treinadores de ambas as equipas eram outros: Petit dirigia os axadrezados, Álvaro Pacheco (hoje no V. Guimarães). O Boavista ganhou por 2-1, com golos de Pedro Malheiro e Tiago Morais (este último também já não está na equipa, tendo-se transferido para o Lille, de França).

O Estoril tem o quarto melhor ataque da Liga, apenas atrás de Sporting, Benfica, SC Braga. Somou 34 golos, mais um que o FC Porto. Por outro lado, já sofreu 35. O Boavista tem 27 golos marcados e 37 sofridos.

O Estoril vem de um triunfo em casa diante do Estrela da Amadora

O Boavista só venceu um jogo nos últimos 13, tendo empatado o último, frente ao Casa Pia, fora de casa

Boavista-Estoril: quem se chega à frente?

10 fevereiro 2024, 08:00

Boavista-Estoril: quem se chega à frente?

Dois emblemas somam os mesmos 21 pontos na tabela, ao fim de 20 rondas da Liga; panteras já contam com a estrela Bozeník; canarinhos não perdem há quatro jogos e querem capitalizar bom momento

Boa noite. Siga em direto o jogo que opõe duas equipas que tentam afastar-se da zona do play-off de descida