Geny Catamo erra no nome de Rúben Amorim: «Peço desculpa, mister»
Geny Catamo com a bandeira de Moçambique a celebrar a conquista do campeonato nacional pelo Sporting (Imago)

Geny Catamo erra no nome de Rúben Amorim: «Peço desculpa, mister»

NACIONAL17.06.202420:14

Jogador do Sporting foi desafiado por Guilherme Geirinhas e acabou por responder de forma errada a um dos apelidos do seu treinador

O Sporting lançou o segundo episódio do «Desafio Pepsi», desta vez com Mariana Rosa e Geny Catamo, e o início ficou marcado pelo alegado atraso do moçambicano em… 45 minutos!

Com alguma brincadeira à mistura, o jogador de 23 anos negou esse atraso tão prolongado e referiu que, caso tivesse acontecido num treino da equipa principal, que a multa era «muito grave» e que podia ainda ter de pagar um jantar aos seus colegas de equipa. A defesa da equipa feminina e Guilherme Geirinhas, humorista e entrevistador do clube, reclamaram esse jantar num restaurante de sushi, mas Geny recusou-se a pagar… por não gostar desse tipo de comida.

Num primeiro desafio, o extremo recordou o momento em que chegou à equipa principal dos leões e que foi adicionado ao grupo de Whatsapp pelo capitão, Sebástian Coates, revelando que não reagiu nem escreveu nada, inicialmente, no grupo... justificando-se: «Eu gosto de ficar no meu canto, sou muito quieto.»

Catamo casou-se este sábado e sabe-se também que vai ser pai, pelo que foi desafiado por Geirinhas a tomar uma decisão muito complicada e que, quem sabe, até poderá acontecer no futuro: falhar o parto ou falhar o jogo.

O moçambicano ficou muito indeciso, mas acabou por concordar com a sua colega de profissão, que preferia falhar um jogo do que o nascimento do seu filho, explicando que jogos há muitos durante a carreira.

Geny confirmou ainda que sofre muitos de scams. «É verdade, é verdade», disse e, portanto, foi confrontando com um verdadeiro ou falso sobre Rúben Amorim: Geirinhas perguntou se o penúltimo nome do Amorim era Diogo e o atleta... errou, acabando por pedir o perdão do seu treinador: «Peço desculpa, mister.»

Por fim, este episódio terminou com um último desafio, que já tinha acontecido no primeiro episódio com Daniel Bragança e Ana Borges... fazer o maior número de passes sem deixar a bola cair entre os dois jogadores, com um tabuleiro de pepsis na mão. Esta dupla leonina conseguiu fazer mais dois passes do que a capitã da equipa feminina e do médio de 25 anos (6 contra 4), isolando-se no primeiro lugar da tabela... para já.

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer