Chaves: duas partidas para evitar pior primeira volta do século
Chaves perdeu no Dragão na última ronda do campeonato (IMAGO)

Chaves: duas partidas para evitar pior primeira volta do século

NACIONAL01.01.202416:32

Emblema transmontano ocupa a última posição da Liga, com 10 pontos somados ao fim de 15 jornadas, dois a menos do que no fecho da primeira volta em 2018/19; seguem-se a deslocação a Famalicão e a receção ao Sporting

Com a derrota na última jornada frente ao FC Porto, o Chaves agudizou a crise de resultados na Liga e manteve-se na última posição da tabela, a dois pontos de Vizela e Rio Ave.

A duas rondas do final da primeira volta do campeonato, os flavienses somam apenas 10 pontos, um registo que coloca a equipa comandada por Moreno em risco de protagonizar a primeira volta com menos pontos do clube, no século XXI. Antes da viragem do milénio, o recorde negativo pertence à equipa da temporada 1992/93, que somava apenas sete pontos em 17 encontros.

Desde que regressou ao convívio com os 'grandes' dezassete anos depois, em 2016/17, a pior marca do Chaves ao fim de 17 jornadas foi na temporada 2018/19, que acabou com a descida dos transmontanos à Liga 2. Na altura, o conjunto orientado por Tiago Fernandes somava 12 pontos, alcançados com um triunfo na última ronda da primeira volta diante do Tondela (2-1),

A formação transmontana precisa, portanto, de somar três pontos nas duas próximas jornadas, que se adivinham de um grau de exigência elevado, para evitar um recorde negativo de pontos no término da primeira volta do campeonato, este século.

Primeiro, os pupilos de Moreno viajam até ao terreno do Famalicão, atual sétimo classificado. A formação de João Pedro Sousa soma apenas dois desaires caseiros esta temporada: as receções a Vitória de Guimarães (1-3) e FC Porto (0-3). Além do registo positivo dos minhotos em casa, o Chaves, por seu lado, venceu apenas um jogo fora de portas até ao momento, na visita a Arouca, que terminou com um triunfo por 0-2.

Na ronda seguinte, a última da primeira volta, os flavienses têm pela frente outro teste exigente: a receção ao líder Sporting, no Estádio Municipal Engenheiro Manuel Branco Teixeira. Apesar das dificuldades históricas dos leões na casa do Chaves (seis vitórias verdes e brancas em 19 encontros), o emblema de Alvalade venceu as últimas três partidas em Trás-os-Montes. Na época transata, a equipa de Rúben Amorim ganhou por 2-3.

Recorde-se que Moreno admitiu, antes do duelo no Estádio do Dragão, que o Chaves necessita de reforços nos diferentes setores e apontou algumas lacunas no plantel, garantindo que eventuais reforços em janeiro «têm de ter muita vontade de representar o clube».