Ronaldo e Diogo Costa na feira de oportunidades
União e foco na Seleção Nacional (foto: X/@cristiano)

Ronaldo e Diogo Costa na feira de oportunidades

SELEÇÃO26.06.202410:51

Martínez não gosta da palavra revolução, mas é isso mesmo o que está planeado para o jogo com a Geórgia. Amarelo não condiciona Conceição. Félix em estreia e João Neves no onze

GELSENKIRCHEN — As contas estão feitas, não é preciso calculadora: Portugal tem o primeiro lugar do grupo F do Euro 2024 assegurado, aconteça o que acontecer esta noite diante da Geórgia. Oportunidade perfeita para Roberto Martínez pôr a jogar quem ainda não jogou ou esteve pouco tempo em campo.

As exceções, ontem anunciadas pelo selecionador, são Cristiano Ronaldo e Diogo Costa. De resto, revolução total no onze, embora o treinador espanhol não goste dessa palavra. O regresso ao modelo de três centrais é uma forte probabilidade, devendo o trio ser composto por António Silva, Danilo Pereira e Gonçalo Inácio. Na direita, estreia à vista para Nélson Semedo e, na esquerda, uma surpresa na calha: Pedro Neto.

Isto porque, com Inácio ali por perto, Neto poderá perfeitamente fazer o corredor até à linha, uma vez que à sua frente estará outro estreante neste Euro-2024: João Félix, jogador com mais tendência para desviar jogo para o meio, exigindo um lateral com maior profundidade.

A outra ala do ataque, a direita, será assumida pelo herói do primeiro encontro, com a Chéquia, Francisco Conceição, mesmo sabendo-se que, caso veja um cartão amarelo, estará fora dos oitavos de final. De fora do desafio de hoje estará, sim, Rafael Leão, a cumprir castigo por já ter sido admoestado por duas vezes — é mesmo o único indisponível, pois Gonçalo Ramos, Diogo Jota e Nuno Mendes, que haviam falhado o treino de anteontem, estão aptos.

João Félix e João Neves deverão estar no onze desta noite (foto: Miguel Nunes)

Falta a dupla do meio-campo e a nossa aposta recai em Rúben Neves, que muito boa conta do recado deu na segunda parte contra a Turquia, e no jovem João Neves.

Roberto Martínez deverá, assim, manter a linha de ação que já revelara no comando da Bélgica em competições anteriores, isto é, dar espaço aos menos utilizados neste terceiro jogo da fase de grupos, depois de garantida a qualificação nos dois primeiros. No Euro-2020, realizado em 2021, o técnico espanhol manteve, por exemplo, no onze do último encontro somente três dos titulares do anterior: foram eles Courtois, Denayer e Lukaku…

A Seleção Nacional viaja ao final da manhã de Marienfeld para uma unidade hoteleira em Oberhausen, a 18 quilómetros do palco de Gelsenkirchen. Será já nesse hotel que a comitiva portuguesa almoçará e permanecerá até duas horas antes do encontro com a Geórgia, regressando ao quartel-general após o duelo para o descanso dos guerreiros.

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer