Pegula: «Diferença salarial do ténis masculino para o feminino é muito grande»
Jéssica Pegula,vice-campeã das WTA Finals (IMAGO)

Pegula: «Diferença salarial do ténis masculino para o feminino é muito grande»

TÉNIS29.11.202316:56

Norte-americana voltou a apontar para a discrepância entre géneros em entrevista

Jessica Pegula, atual n.º 5 do ranking mundial, onde abordou vários assuntos numa entrevista à revista Forbes, entre os quais a diferença salarial entre o ténis masculino e feminino.

«O ténis feminino é um grande desporto, um dos melhores pagos a mulheres mas, ao mesmo tempo, a diferença salarial é muito grande. Falamos sempre sobre a igualdade nos Grand Slams mas isso são quatro torneios por ano. Não é igualitário em muitos outros torneios. A nossa temporada é longa, 10/11 meses e há uma grande diferença, que precisamos de continuar a trabalhar», começou por dizer Pegula.

A tenista norte-americana aponta o que se deve fazer para combater essa diferença: «Creio que temos de melhorar o nosso marketing, o que acontecerá quando o WTA atribuir a uma empresa privada a parte comercial. Esperamos ter melhores acordos com televisões. Estamos a tentar começar o caminho com os mesmos prémios económicos e com algumas mudanças na estrutura do circuito», concluiu.

Pegula é filha do dono de dois clubes, Buffalo Bills (futebol americano) e Buffalo Sabres (hóquei no gelo) e, como tal, vem de uma família estável financeiramente.