Man. City sua para vencer Brighton. Wolverhampton e Newcastle também sorriem.
Erling Haaland, com Doku

Man. City sua para vencer Brighton. Wolverhampton e Newcastle também sorriem.

INTERNACIONAL21.10.202317:15

Brighton ainda assustou Man. City, mas esforço final não foi suficiente. Wolverhampton também teve dificuldades na casa do Bournemouth. Já o Newcastle encantou.

Num jogo muito disputado, mas com duas partes distintas, o Man. City venceu o Brighton muito graças à excelente primeira parte que realizou. Álvarez e Haaland foram os autores dos golos, mas jogadores como Doku e Foden também espalharam magia pelo campo. No entanto, o Brighton cresceu depois do intervalo, marcou com mérito através de Ansu Fati e ainda ameaçou o empate, mas o esforço foi inglório. Assim, City continua no pódio da classificação, dependendo dos resultados do Arsenal e do Tottenham para saber em que posição ficará. Já o Brighton, também dependendo de outros resultados, pode cair para o 9º lugar.

Com José Sá, Toti Gomes e Pedro Neto no onze inicial, o Wolverhampton também teve de sofrer para arrancar a ferros uma vitória por 1-2, na deslocação ao terreno do Bournemouth. A equipa viu-se cedo em desvantagem, graças a um golo de calcanhar de Solanke. Nesta fase, Pedro Neto foi o mais incoformado da sua equipa, até assistir Matheus Cunha para o golo do empate, a seguir ao intervalo. Depois, Lewis Cook, do Bournemouth, foi expulso, e os Wolves não descansaram até chegarem à vitória com um golo de Kalajdžić aos 88 minutos. A equipa está agora no 12º lugar, enquanto que o Bournemouth continua sem vencer, e está em 19º. 

Nos restantes jogos da Premier League que começaram às 15:00, destaque para a exibição de gala do Newcastle, que venceu o Crystal Palace por esclarecedores 4-0 e se aproximou dos lugares europeus. Jacob Murphy destacou-se ao fazer um golo e duas assistências. O Palace, que ainda só sofrera sete golos no campeonato, fica, para já, no 11º lugar.

De resto, o Brentford aprofundou a crise de resultados do Burnley (perdeu quatro dos últimos cinco jogos) ao vencer por 3-0, naquela que é apenas a segunda vitória da equipa no campeonato. Já o Luton recuperou de uma desvantagem de dois golos nos últimos minutos e empatou no terreno do Nottingham Forest. 

FIM DO JOGO. O Brighton pressionou muito o City nos minutos finais do jogo, Akanji ainda foi expulso, mas a equipa de Pep Guardiol segurou a magra vantagem até ao final e voltou às vitórias. Tem agora 21 pontos e está no primeiro lugar, mas Tottenham e Arsenal, ambos com 20 pontos, ainda não jogaram. 

72' - ANSU FATI DÁ ESPERANÇA AO BRIGHTON. Num ataque rápido, Mitoma fez o que quis de Kyle Walker, colocou a bola na área, onde Akanji desviou-a para os pés de Ansu Fati, que não se fez de rogado e rematou para o golo. 

INTERVALO. O City vai dominando o Brighton, que mal consegue trocar a bola como deseja. Os maiores destaques, para além de Álvarez e de Haaland, são Doku, que vai semeando o caos na defesa adversária, e Foden, que espalha classe por todo o campo. 

19' - HAALAND FAZ O SEGUNDO. Depois de três jogos em branco, o norueguês volta aos golos pelo City, com um raro remate de fora da área. É o nono golo no campeonato para o melhor marcador da Premier League. 

7' - ÁLVAREZ MARCA PRIMEIRO. Excelente incursão na área de Doku, que foi à linha e cruzou rasteiro para Julián Alvaréz fazer o seu sétimo golo na temporada. 

Bernardo Silva é titular, mas Rúben Dias e Ederson começam no banco. O espanhol Rodri regressa à titularidade, após uma ausência de dois jogos (que o Man. City perdeu). Do lado do Brighton, o ex-City James Milner é titular.

FIM DO JOGO. O Wolverhampton consegue uma vitória suada, mas merecida, dada a sua superioridade quase constante em relação ao Bournemouth, sendo que a expulsão de Lewis Cook aos 54' complicou, e muito, o jogo para a equipa da casa. Os 'lobos' chegam assim aos 11 pontos e estendem para quatro o número de jogos sem perder. Já o Bournemouth sabe que vai passar mais uma jornada na zona de despromoção. 

88' - WOLVERHAMPTON FINALMENTE NA FRENTE. Com a pressa de sair a jogar desde trás, o Bournemouth perde a bola em zona proibida, Hwang vê a desmarcação do seu colega Kalajdžić e passa-lhe a bola para o recém-entrado confirmar a reviravolta no marcador. 

54' - BOURNEMOUTH JOGA COM 10. Lewis Cook vê o cartão vermelho direto. O Wolverhampton, que estava por cima no jogo, tem agora uma oportunidade de ouro para conseguir os três pontos.

47' - PEDRO NETO ASSISTE PARA O EMPATE. Muito bem o português a progredir da direita para o meio e a assistir Matheus Cunha, que marcou com um remate colocado.

INTERVALO - Bournemouth em vantagem num jogo equilibrado, ainda que com um ligeiro ascendente para os Wolves. Pedro Neto vai sendo um dos mais inconformados no lado dos 'lobos'. 

17' - WOLVES EM DESANTAGEM. Dominic Solanke bate José Sá com um remate de calcanhar. 

FIM DO JOGO. Excelente exibição do Newscatle, que já tinha o jogo ganho ao intervalo. Jacob Murphy esteve em destaque ao fazer um golo e duas assistências. 

66' - NEWCASTLE FAZ O 4-0. Num contra-ataque letal, Murphy (que belo jogo está a fazer) realiza a sua segunda assistência da partida, desta vez para Callum Wilson marcar. 

45+2' - E VÃO TRÊS ANTES DO INTERVALO. O Crystal Palace só sofrera oito golos em oito jogos na Premier League, mas o Newcastle está imparável. Agora, foi Longstaff a marcar, castigando um erro de Marc Guéhi.

44' - NEWCASTLE AUMENTA A VANTAGEM. Agora foi Jacob Murphy quem assistiu, desta feita para o golo de Anthony Gordon. O jovem, que veio por 45 milhões de euros do Everton, marcou pela terceira vez na época. 

5' - MURPHY DE CHAPÉU. O Newcastle marca cedo, com Jacob Murphy a rematar de forma indefensável para Sam Johnstone. Kieran Trippier fez a assistência, a sua sexta no campeonato. 

Depois de se descobrir o envolvimento de Sandro Tonali em apostas desportivas, o italiano está no banco. No Palace, o brasileiro de 19 anos Matheus França está no banco e pode fazer hoje a sua estreia na Premier League, ele que saiu do Flamengo no último verão a troco de 20 milhões de euros. 

FIM DO JOGO. Brentford venceu o Burnley de forma convincente, naquela que foi apenas a sua segunda vitória no campeonato. O Burnley continua numa crise de resultados (perdeu quatro dos últimos cinco jogos) e em zona de despromoção, no 18º lugar. 

87' - BRENTFORD FAZ O 3-0. Já a jogar contra 10, o Brentford confirma a sua superioridade no jogo com um grande remate de fora da área de Saman Ghoddos. 

62' - MBEUMO AUMENTA VANTAGEM. Agora foi a vez do avançado marcar, com um grande remate de fora da área. O camaronês está a destacar-se pelas melhores razões. 

INTERVALO - A vantagem do Brentford peca por ser curta. A equipa já fez sete remates à baliza e desperdiçou três grandes oportunidades. O guardião do Burnley, James Trafford, vai evitando males maiores para a sua equipa. 

25' - BRENTFORD EM VANTAGEM. Após uma pressão sufocante, numa recuperação de bola a meio-campo, Mbeumo assiste Yoanne Wissa para fazer o primeiro da partida. 

FIM DO JOGO. Com uma recuperação dramática, o Luton conseguiu salvar um ponto na deslocação à casa do Nottingham Forest. Depois de estar a perder por 2-0, um golo aos 83 minutos e outro no período de descontos impediram a terceira derrota consecutiva da equipa, que se encontra no 17º lugar com cinco pontos. 

90+2' - LUTON EMPATA NOS DESCONTOS. Após uma excelente receção de peito, Elijah Adebayo faz 2-2, levando os adeptos do Luton ao delírio. 

83' - OGBENE DÀ ESPERANÇAS AO LUTON. Num dos poucos remates enquadrados dos londrinos, Chiedozie Ogbene reduz a desvantagem do Luton na sequência de uma bola parada. 

76' - CHRIS WOOD BISA NA PARTIDA. De novo assistido por Elanga, Wood aumenta a vantagem para o Nottingham. 

48' - NOTTINGHAM CHEGA AO PRIMEIRO. Num contra-ataque exemplar, o ex-Manchester United Elanga assistiu Chris Wood que, isolado e na cara do guarda-redes, não teve dificuldades em marcar. 

INTERVALO - O Forest vai controlando o jogo, mas o golo não aparece. O Luton tem pouca chegada à área. 

A classificação da Premier League: