«Não assinei pelo PSG para jogar no contra-ataque»
Luis Enrique diz que gosta de ver a equipa a dar espetáculo (Foto: IMAGO)

«Não assinei pelo PSG para jogar no contra-ataque»

Luis Enrique sublinhou que não gosta desta forma de jogo, mas destacou mentalidade da equipa frente ao Le Havre

Apesar da vitória do PSG na visita ao Le Havre (2-0), a jogar com menos um elemento desde os 10' (expulsão de Gianluigi Donnarumma), Luis Enrique deixou reparos ao encontro dos parisienses da Ligue 1.

«Tivemos de jogar em transição, sim, mas não gosto. Somos uma das poucas equipas do Mundo capazes de jogar tão bem em transição como em posse. Jogar em transição é mais fácil. Pomos seis ou sete jogadores atrás e os que estão à frente correm. Mas não gosto», sublinhou o técnico do Paris Saint-Germain.

«Gosto de jogar futebol, dar espetáculo e os adeptos também querem ver a equipa a atacar, a criar oportunidades, a marcar. Não assinei pelo PSG para jogar no contra-ataque», sublinhou o treinador, que, apesar de tudo, se mostrou satisfeito com a «mentalidade da equipa».

«Estou muito orgulhoso do que a equipa demonstrou, a mentalidade, a capacidade de adaptação e o espírito da equipa, que defendeu bem», concluiu.