João Pedro Sousa e o jogo com o FC Porto: «Duas equipas que jogam para ganhar»

João Pedro Sousa e o jogo com o FC Porto: «Duas equipas que jogam para ganhar»

NACIONAL01.12.202318:14

Treinador do Famalicão garantiu que Gustavo Sá vai ser titular diante dos dragões

João Pedro Sousa não tem dúvidas que, este sábado (18 horas), vão defrontar-se «duas equipas que jogam para ganhar. Aliás, foi com essa frase que o técnico do Famalicão justificou o facto de sofrer muitos golos frente ao FC Porto. O treinador famalicense, na antevisão ao encontro, revelou que Gustavo Sá irá ser titular com os dragões.

«A grande incógnita é saber se vamos criar problemas a uma equipa como o Porto. Trabalhámos a nossa semana sobre o jogo, trabalhámos também sobre o que fizemos bem diante do Benfica. Hoje, focámo-nos um pouco no adversário para o jogo de amanhã. A nossa forma de jogar mantém-se, claro, embora condicionada pelo modelo de jogo do FC Porto e pelo que eles possam apresentar», afirmou.

Apesar da eliminação da Taça de Portugal, João Pedro Sousa sente a equipa confiante. «Na antevisão ao Benfica, para além de dizer ser importante estarmos em várias competições, era importante que passássemos por jogos competitivos. Gostámos do que vimos, mas não gostamos do resultado. Queremos manter muito do que nós fizemos, criar problemas, mas sabemos que o nível competitivo é muito alto, porque a equipa é recente, tem uma média de idades muito baixa», analisou.

O treinador respondeu a Sérgio Conceição, que afirmou que a deslocação a Famalicão é das mais difíceis do campeonato. «Temos muito da nossa capacidade por competência própria. Claro que queremos vencer os jogos em casa, porque temos de tornar a vida difícil a quem vem cá, com a ajuda das pessoas a apoiarem-nos. Queremos ser fortes em casa, mas também fora. Queremos ser uma equipa forte em geral. Não podemos acreditar que somos fortes em casa e fracos fora», rematou.

«Temos uma soma de variáveis que podem causar problemas a qualquer equipa do campeonato. Mas tem tudo a ver com o que começámos a construir. Primeiro um plantel e só depois uma equipa. Depois, a base de construção de jogo, iniciando-se pelo processo defensivo, ofensivo e transições. Claro que podemos inverter tudo, mas certo é que no início é normal haver dificuldades, como as que temos e ainda vamos ter no processo de evolução. Estamos a melhorar o processo defensivo e o regresso de lesionados também nos ajuda muito», completou.