Estoril: A 'besta negra' mais veloz que o dragão encontrou até agora
Os jogadores do Estoril celebram um golo marcado pela Taça da Liga de futebol: João Carlos abraça Rafik Guitane (à frente), com Koba Koindredi e Wagner Pina também abraçados (atrás). Foto: Atlantico Press/Imago.

Estoril: A 'besta negra' mais veloz que o dragão encontrou até agora

NACIONAL07.12.202318:37

Canarinhos venceram o FC Porto por duas vezes em 33 dias, num período de tempo inferior ao de Benfica e Barcelona (50 e 54 dias, respetivamente); Vasco Seabra utilizou um total de 21 jogadores nos confrontos com os azuis e brancos

Vivem-se tempos de enorme satisfação na Amoreira face ao momento que o Estoril atravessa, alicerçado pelo inédito apuramento para a final four da Taça da Liga e às custas do detentor do troféu, o FC Porto.

Bastaria a vitória desta quarta-feira (3-1) para que os canarinhos alcançassem, por si só, um feito histórico. No entanto, a sensação de vencer os dragões já não constitui novidade, dado que já terem também vencido pela Liga, mais concretamente na 10.ª jornada.

A 3 de novembro - há pouco mais de um mês, portanto - este mesmo Estoril já havia vencido o FC Porto e em casa deste, o Estádio do Dragão, num encontro para o qual até entrava como último classificado da Liga.

Jordan Holsgrove marcou o golo que valeu o primeiro triunfo sobre o FC Porto pela Liga e apenas 33 dias depois o Estoril juntou o segundo e juntou-se a uma restrita lista que contemplava gente ilustre como Benfica e Barcelona.

Até esta quarta-feira, apenas águias e culés haviam derrotado os azuis e brancos por duas vezes esta temporada. Porém, com uma particularidade. Nem encarnados e catalães foram tão velozes a fazê-lo. Para já, ninguém conseguiu derrotar o FC Porto por duas vezes num espaço de tempo tão curto quanto o Estoril: num comparativo entre as três equipas que já vergaram o dragão por mais de uma vez, conclui-se que o Benfica levou 50 dias para derrotar os dragões por duas ocasiões - a 9 de agosto, pela Supertaça (2-0) e a 29 de setembro, pela 7.ª jornada da Liga (1-0).

Por seu turno, o Barcelona venceu os dois confrontos pelo Grupo H da Liga dos Campeões, mas num espaço temporal de 54 dias, compreendido entre 4 de outubro (1-0, no Dragão) e 28 de novembro (2-1, na Catalunha).

Curiosidades de calendário, é certo, mas que refletem bem a dimensão do feito alcançado pelo Estoril, que impressionou ainda pela quantidade de jogadores que utilizou nos dois confrontos ante os azuis-e-brancos.

Nos dois embates, o Estoril utilizou um total de 21 jogadores, com um oito mudanças entre os dois onzes titulares, o que demonstra total confiança de Vasco Seabra no seu plantel e a compatibilidade deste, permitindo-lhe gerir opções com maior conforto. E a competição já prossegue para os canarinhos, no próximo domingo, com a receção ao Desportivo de Chaves, pela 13.ª jornada da Liga...