Bayer Leverkusen vence com bis de Grimaldo e mantém liderança, Union Berlim volta a perder
Alex Grimaldo festeja um bis pelo Leverkusen (Foto: Michael Weber/IMAGO)

Bayer Leverkusen vence com bis de Grimaldo e mantém liderança, Union Berlim volta a perder

INTERNACIONAL04.11.202316:15

Equipa de Diogo Leite continua a mostrar demasiadas fragilidades

Muitos golos esta tarde, na Bundesliga. Destaque para o Bayer Leverkusen, que venceu e manteve a liderança e para o Union Berlim, adversário do SC Braga, que acentua a má fase.

O Union Berlim, adversário do SC Braga na Liga dos Campeões e que tem nos seus quadros o português Diogo Leite, continua em momento negativo, desta vez perdendo por 3-0 duante do Eintracht de Aurélio Buta (entrou aos 64 minitos). Os três golos, dois de Marmoush no primeiro quarto de hora, e o último de Ferri já no final do encontro, foram os únicos remates à baliza que o conjunto de Frankfurt fez. A equipa de Urs Fischer soma assim 12 (!) derrotas consecutivas e já baixou aos lugares de despromoção.

Numa fase completamente oposta à do Union Berlim, o Bayer Leverkusen soma e segue neste campeonato. A equipa de Xabi Alonso chegou ao intervalo a vencer por 2-0, com golos de Wirtz e Grimaldo. Entre os 56' e os 58', Stach e Weghorst repuseram a igualdade mas, aos 70 minutos, o lateral espanhol ex-Benfica fez o seu segundo na partida e deu os três pontos ao conjunto, que acaba mais uma jornada na liderança da Bundesliga.

O Mainz, penúltimo classificado da Liga Alemã, surpreendeu o Leipzig com uma vitória por 2-0. A equipa ainda não tinha vencido na competição, mas dois golos de Jae-sung Lee e Leandro Barreiro, no espaço de cinco minutos, confirmaram o primeiro triunfo. Apesar do controlo da posse de bola, a falta de eficácia acabou por ser fatal para o conjunto do português Fábio Carvalho

O frente a frente entre Friburgo e Borussia Monchengladbach foi rico em emoção e golos. Logo aos 7', Holer abriu o marcador para a equipa da casa, mas Pefok, Pléa e o ex-benfiquista Julian Weigl levaram os visitantes para o intervalo em vantagem. O Friburgo dominou a segunda parte, reduziu aos 70' por Weisshaupt e, seis minutos depois do fim do tempo regulamentar, Grifo cobrou a grande penalidade que deu um ponto a cada emblema.

O Colónia recebeu o Augsburgo e dominou a partida, mas não foi capaz de concretizar o ascendente em golos. Num jogo com mais de 40 remates, o 1-1 final acaba por se revelar curto, muito graças à pouca precisão dos visitantes e a uma exibição inspirada do seu guarda-redes, Dahmen, que fez 10 defesas só nesta partida. Os golos, de Linton Maina e Phillip Tintz, aos 16' e 25', respetivamente, confirmaram a igualdade.