«Ficarmos tristes com o segundo melhor resultado de sempre é bom sinal»
Paulo Jorge Pereira admite a desilusão, mas faz um balanço positivo da participação de Portugal no Europeu (IMAGO)

«Ficarmos tristes com o segundo melhor resultado de sempre é bom sinal»

ANDEBOL23.01.202420:33

Paulo Jorge Pereira considera «ótima» a participação da Seleção

Portugal terminou nesta terça-feira a participação no Europeu, após o empate com os Países Baixos e a surpreendente vitória da Eslovénia sobre a Dinamarca.

Ainda assim, e apesar da desilusão que admite, Paulo Jorge Pereira diz que isso até mostra ambição.

«É bom sinal que fiquemos tristes por termos ficado em sétimo ou oitavo, que será o segundo melhor resultado de sempre em Europeus. Estarmos tristes é sinal que estamos a evoluir», declarou o selecionador, lembrando que o 6.º lugar em 2020 foi o melhor resultado de sempre de Portugal.

Ainda assim, no entender do técnico, o objetivo de conseguir uma vaga no torneio pré-olímpico continua a ser possível, o que o leva mesmo a assumir estar a contar voltar a reunir a Seleção para esses torneios que se jogam em março.

«Só nos podemos queixar de nós próprios, mas o nosso objetivo continua intacto e é bem possível que aconteça. Agora temos de esperar, repousar, e perceber em que grupo é que vamos cair [no pré-olímpico], para depois preparar bem esses jogos de março. Para podermos sonhar novamente com os Jogos Olímpicos», aponta.

Quanto ao balanço da participação portuguesa, o selecionador diz que tem de ser positivo, tendo em conta as condições em que a equipa se apresentou, com muitas baixas por lesão.

«Podia ter sido um pouco melhor, mas o balanço é ótimo, tendo em conta que nós nem sabíamos bem se podíamos passar a fase de grupos. E conseguimos chegar onde conseguimos, por isso o balanço é ótimo», concluiu.