Djokovic e Alcaraz 'tremem' com regresso de Nadal
Rafael Nadal (IMAGO)

Djokovic e Alcaraz 'tremem' com regresso de Nadal

TÉNIS28.12.202308:25

Austrália centra atenções do arranque do ano. Djokovic e Alcaraz elogiam regresso de Nadal

Jogo de exibição milionário à parte com Carlos Alcaraz, em Riade, na Arábia Saudita, Novak Djokovic elogiou o regresso de Rafael Nadal.

 O espanhol 37 anos, 22 Grand Slams, está de regresso aos courts após um ano de ausência (lesão contraída no Open da Austrália 2023) e é um dos inscritos no Brisbane International 2024 (ATP 250 e WTA 500), 29 de dezembro a 7 de janeiro, evento que não se realizava desde 2019 e que contará com Naomi Osaka, antiga n.º1 mundial que não compete desde setembro de 2022, Aryna Sabalenka, n.º 2, Madison Keys (12.º) e Victoria Azarenka (45.º), Holger Rune (8.º), Grigor Dimitrov (14.º) e Ben Shelton (17.º).

Nadal não é o tipo de jogador que voltará apenas para jogar a um nível médio e disputar algumas partidas

«Espero que jogue (Nadal) sempre no seu melhor, para ser honesto. Já por diversas vezes o deram a ele e a mim como acabados, mas provámos que estão errados», afirmou Djokovic numa conversa com jornalistas antes da partida de exibição com Carlos Alcaraz, em Riade. 

«Ele não é o tipo de jogador que voltará apenas para jogar, digamos, a um nível médio e disputar algumas partidas. Ele quer ganhar títulos, quer ser o melhor, por isso é quem é: uma lenda do nosso desporto. Tenho certeza de que os treinos e a preparação são feitos com a intenção de vencer um Grand Slam», sublinhou o tenista sérvio, n.º 1 do ranking ATP que prepara a estreia na United Cup, competição a decorrer de 29 de dezembro a 7 de janeiro, em Perth e Sydney, na Austrália.

«Ele está pronto...vi uns vídeos e está a 100%», reforçou Alcaraz. «Quem tem estado a jogar com o Rafa diz que regressará ao seu bom nível. Ao melhor nível. Penso que está pronto para coisas boas este ano», acrescentou o atual número dois do mundo.

A taça mista dos países joga-se na Austrália

A segunda edição do torneio misto de países, 18 divididos em seis grupos de três em que cada país pode apresentar até seis tenistas, três homens e três mulheres, reúne cinco top-10 feminino (a polaca, Iga Swiatek, n.º1 mundial, a norte-americana Jessica Pegula, n.º5 e a checa Marketa Vondrousova, n.º8) e nove tenistas do top-20 masculino, entre os quais Djokovic, o grego Tsitsipas (6.º), o alemão Alexander Zverev (7.º), o norueguês Casper Rudd (11.º) e o australiano Alex de Minaur (12.º).

A United Cup, evento organizado pelo ATP e pela WTA, em parceria com a federação australiana, marca o arranque da temporada 2024 e tem um prize-money de 9 milhões de euros. Os Estados Unidos da América são os atuais campeões em título.