Superliga: «Espero que comecem uma grande competição só com dois clubes»
Aleksander Ceferin. Foto: IMAGO

Superliga: «Espero que comecem uma grande competição só com dois clubes»

INTERNACIONAL21.12.202313:48

O presidente da UEFA reage ao anúncio da nova proposta de Superliga Europeia

Não tardou a reação da UEFA à possível criação da Superliga Europeia. Em conferência de imprensa, Aleksander Ceferin, presidente do órgão que dirige o futebol europeu, criticou o projeto e ironizou com... os dois clubes que o apoiam.

«Vi a dita apresentação da A22 (associação que lidera a organização da Superliga). Foi difícil de decidir se havia de ficar chocado ou espantado com o espetáculo», ironizou, afirmando que a UEFA «tem o apoio dos governos e instituições internacionais», destacado pela presença de elementos como Pedro Proença, presidente da Associação de Ligas Europeias, Nasser Al-Khelaifi, líder da Associação Europeia de Clubes ou Javier Tebas, dirigente da Liga Espanhola.

Sobre os dois principais apoiantes da ideia, o Real Madrid e o Barcelona, Ceferin afirma que «não vai impedir a criação de nada». «Vi hoje, na imprensa inglesa, que os adeptos estão a chamar à competição 'liga zombie'... Eles podem criar o que quiserem, Espero que comecem, assim que consigam, uma grande competição só com dois clubes.»

Na sua mensagem, o presidente da UEFA diz, em forma de aviso, que «o futebol não está à venda», utilizando o exemplo de vários clubes para demonstrar o porquê de, na sua ótica, esta competição ser «ainda mais fechada do que propuseram em 2021»: «O futebol não está à venda. Uma equipa por mérito desportivo qualifica-se para a Liga dos Campeões... no caso deles, para a Blue League, que é a terceira competição. Esse sistema é mais fechado do que o que eles introduziram em 2021. Leicester, Girona, Atalanta, não se classificariam para a principal competição.»