Sérgio Conceição e os defesas-centrais: «A nossa pressão tem que ver com a equipa e não apenas com os centrais»
Técnico dos azuis e brancos abordou a questão relativa aos defesas-centrais e aos problemas que a equipa tem sentido no setor mais recuado

Sérgio Conceição e os defesas-centrais: «A nossa pressão tem que ver com a equipa e não apenas com os centrais»

NACIONAL10.11.202313:00

Treinador dos azuis e brancos fala da importância dos médios e dos avançados no processo defensivo; os elogios a Pepe e o desejo para que os outros colegas e setor possam chegar-lhe aos 'calcanhares'

A menor eficácia do FC Porto em termos defensivos na presente temporada também esteve em análise na conferência de Imprensa que serviu para projetar o jogo com o Vitória de Guimarães, agendado para este sábado.

Sérgio Conceição abordou a questão de forma frontal, como é seu apanágio, e fez questão de dizer que se trata de uma situação que envolve o coletivo e não apenas o setor mais recuado. Na ocasião, o técnico dos dragões foi também desafiado a 'oferecer' uma característica de Pepe a David Carmo e a Fábio Cardoso, mas Conceição foi... Conceição. E falou de Marcano e Zé Pedro.

«O problema é esse: tentamos pressionar mais à frente, mas recuperamos a bola muito no nosso terço defensivo. A nossa dinâmica tem que ver com a equipa, não com os centrais. Porque também há os médios que não fizeram a falta no momento certo, há os avançados que não foram tão pressionantes como eu queria... Trabalhamos tudo isso diariamente, de forma diferente, mas sempre com a mesma dedicação. Pepe? A maturidade que o Pepe tem foi adquirida ao longo dos anos, em diferentes equipas e na Seleção Nacional. Toda a sua história pesa muito em alguns momentos do jogo. Todos os centrais que temos à nossa disposição, incluindo o Marcano e o Zé Pedro, são centrais de qualidade, cada um com as suas caraterísticas, e eu não tenho que dar nada a ninguém. Eles têm é que trabalhar no máximo para melhorarem a cada dia que passa. Vocês sabem o que eu penso do Pepe, aquilo que ele é e que representa para o clube, e eu espero que qualquer um dos meus defesas-centrais consigam carreiras perto daquela que o Pepe fez, o que não é nada fácil», assumiu Sérgio Conceição.