Mercado: Isaac motivou 'leilão' na Liga 3, mas Casa Pia recusou a saída
Issac Monteiro concentrado em sessão de treino do Casa Pia. Foto: Casa Pia AC.

Mercado: Isaac motivou 'leilão' na Liga 3, mas Casa Pia recusou a saída

NACIONAL27.01.202415:52

Jovem central foi cobiçado por cinco emblemas, que tentaram o seu empréstimo até final da época; gansos consideram não pretendem mexer na estrutura no eixo defensivo, salvaguardando qualquer imprevisto

A chegada de Fahem Benaissa-Yahia, oficializada esta sexta-feira, terá constituído a última entrada no plantel do Casa Pia, salvo alguma oportunidade de negócio de última hora que possa surgir. Em sentido contrário, o grupo de trabalho poderá ainda registar um ou outro ajuste em posições que possam ter ficado mais excedentárias sendo que, em princípio, nenhuma delas terá lugar no eixo da defesa.

Apesar de, à primeira vista, parecer excessivo o número de defesas centrais no conjunto de Pina Manique, A BOLA apurou que Pedro Moreira e a sua equipa técnica se encontram satisfeitos com o rendimento de todos os elementos e, face à saída de Vasco Fernandes rumo ao Desportivo de Chaves e toda uma segunda volta de competição ainda pela frente, os responsáveis do clube lisboeta consideram existir espaço para oportunidades para todos.

Acima de tudo, o Casa Pia não pretende ver-se surpreendido caso registe algum imprevisto, como uma lesão, e nesse sentido não irá permitir qualquer saída nesse setor, incluindo nesse lote o jovem central Isaac Monteiro. O jovem de 19 anos ainda não foi utilizado por Pedro Moreira desde a sua chegada ao clube e apenas foi utilizado por uma ocasião, com Filipe Martins ao comando, num encontro frente ao Nacional, da Taça da Liga.

Uma inexistência de utilização que não afeta a boa impressão que o jovem defensor, internacional sub-18 por Portugal, tem deixado nos treinos e que levou a que o Casa Pia tivesse travado a sua saída temporária apesar de o interesse pelo seu empréstimo tenha sido intenso e motivado um verdadeiro leilão entre cinco das equipas que disputam a Série B da Liga 3, mais concretamente SC Covilhã, 1.º Dezembro, Pêro Pinheiro, Atlético e Oliveira do Hospital.

Todos estes emblemas tentaram, mas todos obtiveram a mesma resposta: Isaac Monteiro não deixará Pina Manique e servirá como garantia de qualidade às opções escolhidas por Pedro Moreira para formar a dupla no eixo defensivo. Isaac aguardará, por isso, a estreia na Liga, e o entendimento de equipa técnica e estrutura de futebol dos gansos é que o promissor central estará preparado para agarrar a sua oportunidade quando esta se proporcionar.