Estrela esperançoso para a 2.ª volta: «Com a chegada de reforços...»
Depois de se terem defrontado na 1.ª jornada da Liga, Estrela da Amadora e Vitória de Guimarães iniciam a segunda volta do campeonato com um duelo no Minho. Foto: Maciej Rogowski/Imago.

Estrela esperançoso para a 2.ª volta: «Com a chegada de reforços...»

NACIONAL20.01.202419:13

Sérgio Vieira considera que fatores como as novidades garantidas no mercado, a estabilidade do plantel e a melhoria das condições meteorológicas e dos relvados levarão os tricolores a evoluir e a alcançar os resultados desejados na segunda volta da Liga

O Estrela da Amadora arrancará este domingo a segunda volta da Liga e o treinador dos tricolores, Sérgio Vieira, mostrou-se preparado para uma noite difícil e de possível encaixe com o Vitória de Guimarães, opositor para a 18.ª ronda da Liga com o qual partilha o sistema tático - ambas as equipas jogam em 3x4x3 - e inclusivamente alguns princípios. Nada, porém, que o técnico considere especialmente vantajoso para qualquer das partes.

Na conferência de imprensa realizada na Reboleira, em antevisão à partida deste domingo, Sérgio Vieira considerou a componente estratégica mais importante que as similaridades das estruturas das duas equipas. «Não acredito que possa ser mais fácil ou mais difícil para qualquer das equipas por causa do sistema. O sistema é uma coisa estática, mas dentro dele a parte estratégica é algo que varia de jogo para jogo», argumentou.

«Já tivemos confrontos com equipas com o mesmo sistema, mas as dinâmicas são diferentes», recordou ainda Sérgio Vieira, que salientou o trunfo adicional de já poder contar com reforços como Rodrigo Pinho, que poderá realizar já no Minho a sua estreia com a camisola, mas também anteviu que a própria meteorologia e as boas condições dos relvados que a equipa irá encontrar irá permitir que realizem as exibições que se desejam.

«Acredito que com a chegada de reforços, como foi o caso do Rodrigo Pinho, com o crescimento dos que já estão cá e também o amadurecimento da própria época desportiva, um tempo melhor e os próprios relvados, com mais qualidade na fase de início de primavera, é natural que consigamos melhorar», abordou Sérgio Vieira, que ao seu lado teve Pedro Sá, que regressou à titularidade no último encontro, em Barcelos, ante o Gil Vicente (1-1).

«Esta época fiz dez jogos, falhei sete, sendo este o nosso 18.º jogo. Sinto-me bem e na semana passada fui titular. Agora, espero dar seguimento e com confiança ao máximo, treinando sempre bem para jogo após jogo, treino após treino, poder superar-me e os índices físicos também aumentarem», afirmou o experiente médio, de 30 anos, que se mostrou entusiasmado com a perspectiva de contar com muito apoio estrelista nas bancadas de Guimarães.

«A nossa massa adepta é muito apoiante, defende-nos muito e apoia-nos muito quer em casa, quer fora. Tenho a certeza absoluta de que é a estes estádios que eles gostam de ir e dos quais eles tinham saudades de ir», considerou Pedro Sá, que poderá ser uma das armas para o Estrela procurar alcançar a segunda vitória como forasteiro no campeonato, o que, a confirmar-se, poderia permitir pelo menos cimentar a 11.ª posição na prova.