Bragantino ainda sonhou mas não será o campeão
Bragantino-Fortaleza

Bragantino ainda sonhou mas não será o campeão

«Momento de aprendizagem», diz Caixinha, após derrota. Libertadores 2024, entretanto, está garantida. Palmeiras, segundo estatísticos, tem 86% de probabilidades de título

Depois de em 2022 ter obtido um 14º lugar, em 2023, o Red Bull Bragantino, sob a liderança de Pedro Caixinha, lutou até à antepenúltima jornada do Brasileirão pelo inédito título de campeão. Uma sequência de três derrotas, a última nesta madrugada, em casa, frente ao Fortaleza, acabou com o sonho: dista sete pontos do líder Palmeiras com seis em disputa.

«Nos últimos cinco jogos, estávamos a disputar o título. O principal culpado sempre sou eu. Tenho que assumir. Eu é que tenho que convencer os jogadores que não podemos cometer estes erros. Tivemos momentos fantásticos que ninguém vai tirar. Mas não podemos cometer erros destes sem ser penalizados», resumiu o treinador português.

Na partida, além de sofrer dois golos até aos 22’, por Yago Pikachu e Calebe, o Bragantino ainda acabou com nove jogadores por expulsões, após VAR, de Eric Ramires e de Alerrandro. Sasha reduziu mas o terceiro desaire seguido e quinto jogo consecutivo sem triunfo estava sentenciado. 

«A vida é feita de vivências e experiências. Quando nós temos pela frente uma situação que, para nós, é desconhecida, a forma como a vamos enfrentar é um pouco com receio, com dúvida. Penso que foi um pouco isso. A maior parte do grupo nunca tinha passado por esta situação. Acho que foi muito importante eles passarem por isto».

«Falamos não somente no Brasileirão, foi assim na meia-final do Paulistão, nos oitavos da Sul-Americana, na segunda fase da Copa do Brasil e, agora, quando estávamos à beira de ser o primeiro do Brasileirão... É a gestão de expectativas. Nesse sentido, o principal culpado sou eu, que não consegui fazer com que as gerissem», concluiu.

O Bragantino, porém, já está garantido na Libertadores de 2024, por enquanto apenas nas fases pré-eliminatórias. Para chegar à classificação direta terá de acabar o campeonato em quarto, posição agora ocupada pelo Flamengo, com mais quatro pontos. Este domingo, às 21h30 de Lisboa, recebe o despromovido Coritiba, na 37ª jornada.

Uma hora e meia antes, o Palmeiras recebe o Fluminense. A equipa de Abel Ferreira tem, para já, 86,03% de probabilidades de revalidar o título, segundo os estatísticos do site GE. O Atlético Mineiro é o segundo nessas contas mas com meros 5,52%. Botafogo e Fla agarram-se a 3,13% de probabilidades e o Grêmio, que ontem bateu e despromoveu o Goiás, a 2,19%.