Artur Jorge: «Demos uma resposta tremenda»
IMAGO

Artur Jorge: «Demos uma resposta tremenda»

NACIONAL26.02.202423:10

Declarações do treinador do SC Braga na sala de imprensa do Bessa

Artur Jorge reagiu, na sala de imprensa do Estádio do Bessa, ao triunfo expressivo do SC Braga ante o Boavista, em duelo da 23.ª jornada da Liga.

Análise ao jogo

«Sobre o jogo, apresentámos grande segurança, fomos uma equipa muito personalizada. Fomos claramente mais fortes. Entrámos com intenção muito clara de dominar desde o primeiro minuto. Muito mérito dos jogadores, pelo empenho, segurança e pelo controlo emocional que conseguiram no jogo. De uma forma gradual, fomos materializando esse domínio. Destaco a vitória, que era o nosso objetivo. O facto de termos feito mais ou menos golos, ou de não termos sofrido, não tem grande importância para mim.»

Joe Mendes à esquerda

«O Borja vinha de 19 jogos consecutivos a jogar, de 3 em 3 dias. É natural que acusasse algum desgaste. O Joe Mendes tinha feito um bom jogo com o Farense, sabíamos o seu estado físico. Da parte estratégica, sabíamos que o Bruno Lourenço procura mais terrenos interiores, enquanto o Agra é mais um jogador e corredor, de ir à linha. Aproveitámos esses dois momentos, por termos um jogador com melhor condição física e pela questão tática.»

Impacto dos suplentes

«É sempre muito importante termos toda a gente disponível. Tivemos o Banza e o Niakaté no CAN, o Al Musrati lesionado, o Álvaro [Djaló], o Ricardo Horta, o Bruma.. muita gente indisponível naquele período de janeiro, o que nos limitou as opções. Mas são momentos que temos de tentar suportar e tentar anular que haja muito estragos. É bom que tenhamos toda a gente disponível para sermos uma equipa capaz de dar respostas. Enquanto equipa, hoje demos uma tremenda resposta, a equipa foi o grande destaque. Grande desempenho enquanto equipa.»

Capacidade de finalização de Banza

«O Banza tem feito uma campanha em termos de aproveitamento muitíssimo boa. Esperamos que possa ganhar um premio individual, que o valoriza e valoriza a equipa. Reforço que aquilo que nos interessa neste momento é que todos possam ser importantes.»