Adeptos do Marselha contra a chegada de Mason Greenwood
Mason Greenwood esteve cedido ao Getafe na última época
Foto: IMAGO

Adeptos do Marselha contra a chegada de Mason Greenwood

Em causa as acusações de agressão e tentativa de abuso sexual

As notícias que dão contam de um possível empréstimo de Mason Greenwood ao Marselha não foram bem recebidas por parte dos adeptos do clube francês, que já se manifestaram contra a chegada do jogador, com o movimento #greenwoodnotwelcome (Greenwood não é bem-vindo).

Em causa não está o desempenho dentro das quatro linhas – emprestado pelo Manchester United ao Getafe, o extremo inglês destacou-se com 10 golos e seis assistências em 36 jogos na última época –, mas pelas polémicas acusações de agressão e tentativa de abuso sexual.

«Perante o anúncio da chegada de Mason Greenwood, torna-se necessário explicar, antes que os danos sejam irreversíveis, porque é que esta transferência parece inconcebível face aos valores do clube», indicava a mensagem dos aficionados.

Os adeptos da equipa da Ligue 1 dizem que o inglês de 22 anos sempre se remeteu ao silêncio sobre o assunto e defendem que é «absolutamente ilusório que um clube, seja ele qual for, possa querer contratar Mason Greenwood sem se comprometer fortemente em termos de exemplaridade na luta contra o sexismo».

Mason Greenwood, recorde-se, foi acusado de violência doméstica e tentativa de violação por parte da ex-companheira, que em janeiro de 2022 partilhou nas redes sociais fotos e vídeos com o rosto com sangue e o corpo com hematomas.

O extremo seria detido e acusado, em outubro de 2022, por atos praticados entre 2018 e 2022. A decisão levou o Man. United a suspendê-lo – até ao empréstimo ao Getafe, em 2023/24 – e em fevereiro de 2023 a justiça inglesa retirou as acusações após novas provas e saída de testemunhas.

0