Ronaldo faz ‘mea culpa’ no Cruzeiro e promete época «mais audaciosa»
Ronaldo Nazário, dono do Cruzeiro

Ronaldo faz ‘mea culpa’ no Cruzeiro e promete época «mais audaciosa»

INTERNACIONAL09.12.202309:42

Pepa começou em março época como treinador e saiu no final de agosto

Ronaldo Nazário, proprietário do Cruzeiro, escreveu uma carta aos adeptos do clube assumindo uma má época em 2023, que começou com o português Pepa ao leme, e erros na gestão da temporada. Acabou em 14.º com 11 vitórias, 14 empates e 13 derrotas.

«Chegamos ao fim da difícil temporada de 2023 e a minha intenção aqui não é livrar-nos de culpa pelos erros cometidos — pelo contrário, reconhecê-los -, mas também jogar luz sobre os muitos passos positivos dados na direção de reerguer um gigante como o Cruzeiro. Não tenho dúvida dos nossos acertos no caminho até aqui. Nunca escondi de vocês que seria a temporada mais difícil da nossa jornada juntos por diversos fatores, mas sei que também tropeçamos em decisões importantes e cada um desses erros, embora tenha dificultado a nossa relação, proporcionou lições valiosas que nos impedirão de repeti-los», referiu, lembrando que erros foram cometidos também devido ao processo de adaptação à Serie A, depois de 3 anos na divisão secundária. Neste contexto, destacou a conquista de vaga na Taça Sul-Americana  - a última – por ter terminado em 14.º lugar: «Com muita alegria, estamos de volta à América! Há dois anos isso era inimaginável.»

Ronaldo centrou-se na organização do clube: «As nossas prioridades, desde o início da gestão, eram a organização das finanças, o respeito pelos colaboradores e jogadores, o resgate dos valores e do orgulho de ser Cruzeiro, os pagamentos em dia, o desenvolvimento da infraestrutura e investimentos na formação, além, é claro, da reconstrução dos resultados desportivos de maneira sustentável. Termos encontrado o Cruzeiro em estado terminal nunca deixará de ser parte da nossa história, porém é tempo de virar a página, deixar o passado para trás, renovar o nosso compromisso e olhar para frente: o novo Cruzeiro está em construção e dias muito melhores virão.»

E deixou uma promessa: «Com a mesma paixão que abracei o desafio em 2022 e com todos os aprendizados que colhemos em 2023, asseguro que 2024 será, sem dúvida, superior e mais audacioso.»

Pepa começou a época como treinador em março, e foi demitido em final de agosto, orientando 25 jogos. Zé Ricardo, o seu sucessor, foi despedido do comando técnico do Cruzeiro, após 10 jogos. Paulo Autuori, que era diretor técnico, terminou então a época, pegando na equipa a meio de novembro.