Piqué: «Dentro de cinco anos, Barça e Real não poderão competir na Europa»
Gerard Piqué (IMAGO/Alterphotos)

Piqué: «Dentro de cinco anos, Barça e Real não poderão competir na Europa»

INTERNACIONAL30.11.202316:29

Presidente da King League abordou pontos de crescimento da nova competição

A Kings League é a grande aposta de Gerard Piqué, entidade à qual preside, um mediático campeonato que tem acolhido grandes estrelas do futebol mundial.

Em entrevista à Marca, o espanhol falou sobre o modelo de gestão, norte-americano e europeu, e deixou uma previsão nada favorável para Barcelona e Real Madrid: «Gosto mais [do modelo norte-americano]. É mais atrativo de assistir do que o europeu. Mas aí levas para o nível económico e percebes que está melhor estruturado para as franquias. No nível europeu está tudo no mãos dos jogadores. Barça e Madrid, a longo prazo, não vão conseguir competir e isto é uma prova. Nos Estados Unidos o dinheiro é distribuído igualmente entre as 30 franquias. Estruturam-se de uma forma em que as franquias sejam protegidas.»

«Se virem que o negócio não está bem estruturado, entram em greve e ganham um pouco mais de margem. O que acontece na Europa? Cada liga é regulada de forma diferente. A La Liga tem um fair play muito rígido e outras ligas têm outro sistema. Na Europa, tens que competir contra essas equipas. Como não há regulamentação sobre o fair play, você está exposto a esses clubes pagando mais por outros meios. Vamos acabar com o Barça e o Real Madrid sem capacidade... Estamos num caminho que, dentro de cinco anos, Barça e Madrid não poderão competir na Europa. Ou se regula isto ou não se compete com as mesmas regras. E isso é regulado nos Estados Unidos», realçou. 

Questionado sobre os riscos que corre em apostar na Kings League, Piqué foi direto: «Nunca me arrependi, é verdade que quando se arrisca tanto, às vezes erra-se. Há muitas pessoas que afundam quando erram, para mim o facto de errar é um incentivo ou motivação para tentar reverter a situação e para que o prazer de fazer as coisas bem seja ampliado. E essa tem sido a minha vida e a Kings League é um reflexo disso.»