Pedro Moreira (Casa Pia): «Se não vencermos, já não melhoraremos o desempenho»
Fernando Varela, João Nunes, Pablo Roberto e Gaizka Larrazabal (da esquerda para a direita), celebram um golo apontado pelo Casa Pia na Liga de futebol. Foto: IMAGO.

Pedro Moreira (Casa Pia): «Se não vencermos, já não melhoraremos o desempenho»

NACIONAL19.01.202417:30

Treinador dos gansos pretende repetir ante o Farense a vitória alcançada na abertura da Liga, de forma a manter o objetivo de superar na segunda volta da Liga o registo de pontos obtido na primeira

Terminada a primeira volta, o Casa Pia ocupa uma aparentemente confortável 10.ª posição na Liga, com 19 pontos conquistados, mais quatro que a equipa que se posiciona no lugar de acesso ao play-off de manutenção, o Rio Ave. Um ponto de situação encarado como interessante por Pedro Moreira, técnico que pretende agora melhorar o registo – para o fazer, terá de pelo menos igualar o triunfo alcançado na ronda inaugural ante o Farense (3-0, em Faro).

«É preciso não esquecermos que o Casa Pia venceu na primeira jornada, e se quisermos fazer desde já uma equiparação com os resultados da primeira volta, se não vencermos este jogo, já não estamos a melhorar o desempenho da primeira volta e esse é um dos objetivos que estabelecemos no nosso balneário. Um objetivo que se calhar pode parecer pouco ambicioso, mas que é o de melhorar», estabeleceu o treinador, apostado em vencer os algarvios.

Depois de não ter evitado uma derrota em casa no encerramento da primeira volta, ante o Famalicão (0-2), Pedro Moreira pretende fazer o Casa Pia iniciar a segunda volta da Liga da melhor forma. 

«O nosso lema de trabalho é o de ir sempre à procura de resultados positivos, andamos sempre à procura disso. É o que queremos fazer e o último jogo, os últimos jogos, já nos deram esses indicadores», transmitiu, confiante sobre o êxito na partida deste sábado.

«No último jogo, claramente que nos faltou último terço, a chegada ao último terço não foi com a qualidade que nós pretendíamos», assumiu, revelando as bases com que considera que o resultado que pretende possa chegar, uma semana depois desse desaire. 

«Se a organização defensiva for capaz e organizada de forma a que o adversário não nos crie situações, – que foi o que aconteceu na semana passada, não sofremos muitas ocasiões de golo no último jogo – ,se não sofrermos golos, temos um ponto garantido», indicou o treinador dos lisboetas, que pretende manter uma organização defensiva estável para não sofrer golos, de forma a garantir pontos na receção ao opositor que soma apenas mais dois pontos na classificação e que o Casa Pia poderá ultrapassar em caso de vitória, podendo saltar (pelo menos) para a oitava posição.