Os destaques do V. Guimarães: João Mendes encheu-se de fé e deu o ponto
João Mendes apontou um golaço no dérbi com o SC Braga (Foto: Manuel Fernando Araújo/Lusa)

Os destaques do V. Guimarães: João Mendes encheu-se de fé e deu o ponto

NACIONAL06.01.202423:08

João Mendes voltou, após lesão, e com um golaço fez o empate no dérbi com o SC Braga; Tiago Silva exibiu qualidade com a bola nos pés; Jota Silva teve um jogo esforçado

Bruno Varela sempre muito seguro e com um par de defesas importantes. Jorge Fernandes concentrado, não deu hipóteses aos adversários e no jogo aéreo foi imperial. Tomás Ribeiro esteve desatento no lance do golo do SC Braga, com a jogada a desenrolar-se pelo seu lado. Tomás Handel dotado de uma enorme capacidade física, fez alguns cortes importantes naquela que era a sua missão mais defensiva. Tiago Silva dominou os tempos da equipa e demonstrou muita qualidade com a bola nos pés. Ricardo Mangas ainda subiu algumas vezes pelo seu flanco, mas sem grandes consequências no jogo ofensivo da equipa. Nuno Santos começou na esquerda sem grande influência, mas ao passar para o meio-campo subiu o seu nível de jogo. Jota Silva muito esforçado, mas sempre pouco acompanhado nas investidas em direção à baliza do SC Braga. Ainda teve um cabeceamento perigoso no início da 2.ª parte e depois num remate ao lado. André Silva esteve bem a segurar a bola, mas com poucas oportunidades para alvejar a redes contrárias. João Mendes fez um grande golo que deu o empate.

A figura: João Mendes (nota 6)

De regresso, após um período de paragem, devido a lesão, o médio entrou aos 75 minutos e foi a tempo de fazer o golo do empate para o Vitória. Um golaço de João Mendes que na ressaca de um alívio da defesa bracarense, executou um grande remate de pé esquerdo, não dando hipóteses a Matheus. Saiu do banco e foi decisivo, merecendo a menção de figura na equipa do Vitória de Guimarães.

As notas dos jogadores do Vitória: Bruno Varela (6), Jorge Fernandes (5), Borevkovic (5) e Tomás Ribeiro (5); Bruno Gaspar (5), Tomás Handel (6), Tiago Silva (6) e Ricardo Mangas (5); Jota Silva (6), Nuno Santos (5) e André Silva (6). Suplentes: João Mendes (7), Butzke (4), Dani Silva (4), André (-) e Nélson da Luz (-).