João Tomás: «Abel Ruiz vai ter de assumir a responsabilidade»
Abel Ruiz deve voltar a ser titular na Luz (Foto: IMAGO)

João Tomás: «Abel Ruiz vai ter de assumir a responsabilidade»

NACIONAL08.01.202418:46

Antigo internacional luso vê o espanhol a melhorar; ex-avançado de SC Braga e Benfica antecipa um duelo equilibrado na Luz

O SC Braga desloca-se, já esta quarta-feira (20.45 horas), ao Estádio da Luz, para medir forças com o Benfica, nos oitavos-de-final da Taça de Portugal. Abel Ruiz é o único avançado disponível e, apesar do falhanço perto do final no dérbi com o Vitória, deve voltar a ser titular. A BOLA conversou com um especialista, João Tomás, que até jogou nas águias e nos arsenalistas, e o ex-avançado acredita que as qualidades do jogador espanhol, de 23 anos, ainda vão sobressair.

«Até agora, os papéis estavam invertidos em relação à época passada. O Banza teve de esperar mais no ano transato. O Abel vai ter de assumir a responsabilidade de jogar como referência no ataque, sendo que o Banza estava nesse papel e muito bem como os números assim o demonstram. Tratou-se de um jogo de regresso à titularidade [frente ao Vitória] e é normal não estar tão bem. Agora, a tendência é para melhorar a performance e seguramente vai conseguir voltar a estar no seu melhor», explicou o antigo internacional português.

A verdade é que Abel Ruiz apenas tem dois golos, até ao momento, o que é pouco, mas João Tomás vê outras coisas no avançado, apesar de concordar que tem de marcar mais: «Já sabemos que é uma análise muito fria [número de golos], ninguém se foca nas ações defensivas ou outras ofensivas que um avançado tem de fazer. Olha-se para os golos que marca. É a injustiça dessa posição. A cobrança é feita ao número de vezes que se coloca a bola no fundo das redes. Acredito que o próprio tem a noção que esse é o seu papel principal na sua ação em jogo.»

O ex-avançado de SC Braga e Benfica já viveu estes clássico por dentro e antecipa um duelo equilibrado, tendo a particularidade de ser para a Taça.

«É um jogo a eliminar e tem de haver um vencedor, independentemente de ser nos 90 minutos. Vão estar frente-a-frente duas equipas muito fortes. Ainda recentemente se defrontaram e ficou visível essa capacidade de ambas. Vai ser um jogo muito competitivo. O Benfica está na sua melhor fase da época, vindo de uma vitória expressiva, frente a um Arouca que com a mudança de treinador teve melhores resultados. Um SC Braga que ao cair do pano lhe fugiu a vitória no dérbi, mas não acredito que influencie a abordagem ao jogo da Taça. Por isso creio que vamos ter pela frente um jogo muito equilibrado, no qual tudo tem de ficar decidido», destacou.