McLaren renova parceria com Mercedes até 2030
Oscar Piastri (McLaren) e Lewis Hamilton (Mercedes), no Grande Prémio de Las Vegas (Motorsport/IMAGO)

McLaren renova parceria com Mercedes até 2030

FÓRMULA 124.11.202311:26

Construtor germânico vai ser o fornecedor de motores dos britânicos para as novas regras de construção dos monolugares, que entram em vigor em 2026

A McLaren anunciou a renovação da parceria com a Mercedes para que o construtor alemão continue a ser o fornecedor de motores de Fórmula 1 da equipa inglesa. O anúncio foi feito no decorrer da primeira sessão de treinos livres do Grande Prémio (GP) de Abu Dhabi.

O novo acordo inicia a partir de 2026, precisamente no primeiro ano das novas regras de construção dos monolugares do desporto motorizado. As duas equipas continuam assim a cooperação que retomaram em 2021, depois do período de 1995 até 2014.

Zak Brown, diretor da McLaren, referiu que a extensão significa «a confiança que os acionistas e a equipa têm nas unidades de potência com a direção» que estão a tomar para os novos regulamentos.

Toto Wolff, chefe da Mercedes, justificou a renovação com as vantagens que traz. «Proporciona uma referência competitiva clara, acelera a nossa aprendizagem técnica e reforça o argumento económico global da F1 para a Mercedes-Benz», frisou.

Com a Mercedes, desde 2021, o construtor britânico venceu um Grande Prémio – Monza 2021, com Daniel Ricciardo – uma corrida sprint, no GP de Catar 2023, assegurando ainda 15 pódios.