FIA abandona investigação de conflito de interesses a Toto Wolff e mulher

FIA abandona investigação de conflito de interesses a Toto Wolff e mulher

FÓRMULA 107.12.202323:12

Organização avançou com informação um dia depois de todas as equipas negarem qualquer queixa feita ao casal e após a FOM ter dito que as alegações eram erradas

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) deixou cair a investigação a Toto e Susie Wolff, por alegadas suspeitas de conflito de interesses.

Segundo avançam o The Athletic e a BBC, a FIA lançou comunidado onde se diz «satisfeita pelo sistema de gestão da conformidade da FOM [Grupo Fórmula 1] para evitar a transferência de informações confidenciais», acrescentando ainda que não está «nenhuma investigação em curso, em termos de inquéritos éticos ou disciplinares».

Susie Wolff, diretora-executiva da academia de Fórmula 1 é mulher de Toto Wolff, chefe da equipa da Mercedes, e a suspeita estava numa possível partilha de informação confidencial ao seu marido. Isto porque Susie tem acesso a dados sensíveis sobre a Formula One Management, que controla as transmissões televisivas, direitos promocionais e a organização e teria passado estas informações ao líder do construtor alemão, segundo a versão da FIA.

A notícia surge um dia após todas as equipas comunicarem que não fizeram qualquer denúncia relativamente ao casal Wolff, lançando dúvidas sobre a conduta da instituição e do presidente, Mohammad Ben Sulayem. Refira-se que, no dia em que foi avançada a abertura do processo, a FOM opôs-se à FIA declarando que »as alegações eram erradas», uma vez que já têm um mecanismo que impede estas partilhas de informação.