Cativar americanos e o Mundo

Cativar americanos e o Mundo

OLIMPISMO16.10.202323:08

Jogos de Los Angeles2028 terão beisebol/softbol, críquete, lacrosse, squash e flag-football. Recorde de 35 modalidades não inclui breaking

Criquete, squash, beisebol/softbol, lacrosse e flag-football foram oficialmente incluídas como modalidades adicionais no programa dos Jogos Olímpicos de Los Angeles-2028, após a devida aprovação, ontem, na 141.ª sessão plenária do Comité Olímpico Internacional (COI), a realizar-se em Mumbai, na Índia.

Propostas pelo comité organizador dos JO de LA-2028 apenas para esta edição e aceites pela comissão executiva do COI na última sexta-feira, as cinco novas modalidades, votadas em conjunto, obtiveram apenas dois votos desfavoráveis dos cerca de 90 representantes dos comités nacionais presentes na assembleia geral.

Para o beisebol/softball tratar-se-á de um regresso ao programa olímpico, após já ter feito parte de várias edições, a mais recente das quais Tóquio-2020, embora não integre a programação de Paris-2024. 

O mesmo acontece com o lacrosse, um popular desporto universitário americano já incluído no programa dos Jogos de St. Louis-1904 e Londres-1908, e com o críquete, originário da Grã-Bretanha e muito jogado nos países da Commonwealth, nomeadamente na Índia e no Paquistão, que após ter tido presença nos Jogos de Paris-1900, regressará com uma versão twenty (T20).

Já o flag football — uma variante mais suave do futebol americano em que se marcam pontos ao tirar uma fita (flag) colocada na roupa do rival —, e o squash, ambos também muito populares nos Estados Unidos, farão sua estreia olímpica em Los Angeles-2028, edição que contemplará um número recorde de 35 modalidades, com o breaking, tal como já tinha sido anunciado no início de 2022, a ser a única a ficar de fora em relação a Paris-2024.

«A escolha destas cinco novas modalidades está alinhada com a cultura desportiva norte-americana, mostrando cinco dos seus desportos icónicos ao mundo, ao mesmo tempo que faz chegar modalidades internacionais aos Estados Unidos. 

Estes desportos tornarão os Jogos Olímpicos de LA-2028 únicos. A sua inclusão permitirá que o Movimento Olímpico alcance novas comunidades de atletas e fãs, nos EUA e no mundo», alegou o presidente do COI, Thomas Bach. 

«Há muito tempo que acredito termos, em Los Angeles, uma oportunidade incrível de criar os Jogos mais cativantes, não apenas para nós, mas, para o mundo. O nosso programa olímpico, na sua totalidade, reflete essa crença», complementou o presidente do comité organizador dos JO de LA-2028, Casey Wasserman.

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer