Vídeos: Final de loucos em jogo com sete golos pende para o Manchester United
Kobbie Mainoo resolveu o jogo e deu a vitória ao Manchester United. Foto IMAGO/PA Images

Vídeos: Final de loucos em jogo com sete golos pende para o Manchester United

INTERNACIONAL01.02.202422:31

Primeira parte de grande nível suporta segundo tempo sofrido e vale triunfo aos 'red devils', com empate dos 'wolves' aos 90+5' e golo da vitória de Kobbie Mainoo aos 90+7'

O Manchester United venceu na visita ao Wolverhampton por 4-3, em jogo a contar para a Premier League que contou com um final absolutamente alucinante.

Falar deste encontro é falar de um jogo com duas partes com rumos muito distintos. No primeiro tempo, o domínio dos red devils foi avassalador. Para além dos dois golos, de Rashford ao quinto minuto de jogo e de Hojlund aos 22', o controlo da posse de bola foi evidente por parte dos visitantes. O regresso de lesionados como Luke Shaw, Lisandro Martínez ou Casemiro deram alguma tranquilidade à equipa que, mesmo nos momentos de transição adversária, conseguiram estancar todas as investidas que o conjunto de Gary O'Neill promovia.

O primeiro golo, de Rashford: 

O segundo do Man. United, por Hojlund: 

Passando o intervalo, veio um Wolverhampton com mais vontade e um Manchester United que se ressentiu disso. Os golos ficaram reservados para os últimos 20 minutos: Sarabia converteu penálti polémico sobre Pedro Neto, só para ver McTominay, quatro minutos depois, a restabelecer a vantagem de dois golos do United.

O penálti de Sarabia, conquistado por Pedro Neto:

O golo de McTominay, assistido por Bruno Fernandes:

Aos 85', Kilman voltou a reduzir e Erik ten Hag respondeu colocando Jonny Evans e Maguire, para estancar o ímpeto adversário, mas isso de pouco ou nada serviu. Ao quinto minuto de compensação, Pedro Neto finalizou um grande contra-ataque para, pela primeira vez desde o primeiro golo, colocar o marcador em igualdade.

Kilman reduziu aos 85'...

...e Pedro Neto, já aos 90+5', fez o empate.

Mais um momento de displicência no Manchester United, que, de repente, depois de um grande primeiro tempo, via-se a perder pontos. Eis que surge o jovem Kobbie Mainoo: apenas com 18 anos, assumiu que havia de conquistar a vitória e, com um grande pontapé, decidiu o encontro. Vitória para o Manchester United, em jogo impróprio para cardíacos.

Um pouco antes, jogou-se o West Ham-Bournemouth, que acabou com igualdade a um golo.

Os hammers entraram quase em desvantagem, graças a golo de Solanke que, agora, só está atrás de Salah e Haaland na lista de melhores marcadores da Premier League. Só no segundo tempo é que uma grande penalidade conquistada por Kudus permitiu a Ward-Prowse empatar o encontro e garantir que cada equipa levava um ponto da partida.