Onana falha duas vezes, Man. United empata e fica com contas muito complicadas
Fase do Galatasaray-Manchester United (Foto: ANP/IMAGO)

Onana falha duas vezes, Man. United empata e fica com contas muito complicadas

INTERNACIONAL29.11.202319:51

Galatasaray fica a depender de si próprio para chegar aos oitavos

Galatasaray e Manchester United empataram a três golos em Istambul, em jogo da 5.ª jornada do Grupo A da Liga dos Campeões. O resultado deixa em muitos maus lençóis os red devils, que partem para a última ronda sem dependerem de si próprios para se apurarem para os oitavos de final.

O encontro começou por correr de feição à equipa de Erik ten Hag. Aos 11 minutos, Alejandro Garnacho fez o primeiro golo a passe de Bruno Fernandes e, sete minutos depois, o português atirou de longe para o segundo, após passe de Luke Shaw. Na primeira jogada ainda repreendeu o argentino pelos festejos, em jeito de provocação aos adeptos turcos.

Os turcos responderam aos 29 minutos. Hakim Ziyech, num livre direto, reduziu, com André Onana a ser batido pelo lado que tinha fechado com o seu posicionamento.

Na segunda parte, aos 55 minutos, os ingleses voltaram a repor a vantagem de dois golos. A assistência pertence a Aaron Wan-Bissaka, com Scott McTominay a finalizar para o 1-3.

Onana voltou a falhar em novo livre de Ziyech, aos 62 minutos, o que deu nova esperança aos turcos.

Aos 71, o empate. Ziyech colocou a bola à frente de Kerem Akturkoglu, que puxou a culatra atrás e atirou fortíssimo para o 3-3. Desta vez, Onana pouco poderia fazer.

O Manchester United ainda tentou reagir. Bruno Fernandes acertou mesmo no ferro, aos 85 minutos. Infelicidade para o português, que não merecia o resultado negativo.

Bruno Fernandes foi titular, Diogo Dalot entrou aos 78 minutos para o lugar de Wan-Bissaka. No Galatasaray, Sérgio Oliveira entrou aos 60 minutos, substituindo o francês Tanguy Ndombelé.

O Bayern Munique, que ainda joga hoje, está apurado e já tinha o primeiro lugar garantido. O Galatasaray visita Copenhaga na última ronda e pode qualificar-se em segundo se vencer. O Manchester United já não depende de si.