Luton Town-Manchester City, ou David contra Golias
Bernardo Silva, médio do Manchester City. Foto: IMAGO/News Images

ANTEVISÃO Luton Town-Manchester City, ou David contra Golias

INTERNACIONAL10.12.202308:00

Man. City quer (e precisa de) voltar às vitórias para revalidar o título de campeão; Luton Town ousa sonhar continuar na Premier League, mas não tem vida fácil

O Manchester City desloca-se ao reduto do Luton Town, às 14 horas, na 16.ª jornada da Premier League. A equipa de Pep Guardiola tem acumulado resultados algo dececionantes, e tem aqui uma excelente oportunidade para dar a volta à história que tem vindo a construir nas últimas semanas para a Premier League. Por outro lado, o Luton Town, equipa modesta a norte de Londres, desbravou caminho durante 31 anos até chegar, pela primeira vez, à primeira divisão inglesa, e não quer que o sonho acabe.

A quarta que escapa

Os citizens têm feito exibições cinzentas, que culminam em resultados ambíguos para as ambições do clube mais vitorioso de Manchester nos últimos tempos. A equipa de Pep Guardiola vem de uma época perfeita, onde conquistou o triplete — Premier League, FA Cup e Champions League —, e criou expetativas de poder revalidar todos os títulos, tal é a qualidade de jogo que a equipa tem evidenciado nos últimos anos. No entanto, este início de época tem contado outra história: embora a qualificação na Liga dos Campeões esteja bem encaminhada, o percurso na Premier League começa a ter contornos tremidos.

Triplete do Manchester City. Foto: IMAGO/PA Images

Os campeões em título perderam o último jogo que realizaram para a liga, frente ao Aston Villa (1-0), e não se pode dizer que o resultado tenha sido injusto — os villans remataram 22 vezes, ao passo que os citizens apenas o fizeram por três ocasiões. Para além desta derrota, a equipa de Guardiola conta com três empates e apenas uma vitória nos últimos cinco encontros para a Premier League, resultados que se traduziram na perda recente da liderança do campeonato, com o clube a ocupar, atualmente, a 4.ª posição, com 30 pontos.

Será que o Manchester City consegue ser a primeira equipa da história a vencer a Premier League pela quarta vez consecutiva?

A antevisão de Pep Guardiola

Pep Guardiola junto ao banco de suplentes. Foto: IMAGO/Sportsphoto

Sobre o momento da equipa: «Quando se está a ganhar é-se o melhor do mundo, quando não se está a ganhar é uma crise. Nós sabemos disso. É sempre exagerado, é importante encarar a realidade, não estamos habituados a estar quatro jogos sem ganhar. Jogámos contra quatro equipas de topo, são equipas excepcionais. Os maus resultados ajudam-nos a compreender o quão difícil é o que temos feito nos últimos anos. Quatro jogos sem ganhar, podem ser cinco ou seis — acontece. Os adeptos compreendem o que este grupo de pessoas construiu. Chapeau.»

Sobre o adversário: «Estão a jogar muito bem. O Liverpool e o Arsenal tiveram dificuldades em ganhar lá [no estádio do Luton]. Não será diferente para nós.»

Sistema Tático: 3x2x4x1

Onze Provável: Ederson Moraes; Manuel Akanji, Rúben Dias, Nathan Aké; Rodri, John Stones; Phil Foden, Julián Álvarez, Bernardo Silva, Jack Grealish; Erling Haaland.

Lesionados: Kevin de Bruyne, Doku.

Figura da Equipa: Erling Haaland.

O avançado começou a época de forma mais discreta que o ano passado, mas nem por isso deixa de ser a figura principal. Com De Bruyne lesionado, Haaland puxa para si a responsabilidade de levar a equipa para a frente, com a sua influência a manifestar-se da forma mais evidente: golos. O nórdico bateu o recorde de golos da Premier League o ano passado, ao marcar 36, e este ano vai já com 14 na liga (19 no total da época).

87 milhões de sonhos

O Luton Town disputa pela primeira vez a Premier League esta época. Depois de uma espera de 31 anos — a equipa desceu para a segunda divisão na época de 1991/1992, perdendo a época inaugural da liga inglesa nos moldes atuais (começou em 92/93) —, o clube finalmente agarrou a oportunidade de voltar à elite do futebol inglês. Os hatters acabaram em terceiro lugar no Championship, tendo derrotado o Coventry City e o Sunderland nos play-offs para consumar a tão desejada subida à Premier League.

Adeptos tiram uma fotografia nas escadas exteriores do estádio antes de um jogo da Premier League em Kenilworth Road, estádio do Luton. Foto: IMAGO/PA Images

A equipa treinada por Rob Edwards recebe os campeões em título no seu modesto estádio, um recinto que vive no coração da cidade, e que promove uma curiosa comunhão com os adeptos locais. Em 18.º lugar com nove pontos, o Luton precisa desesperadamente de vitórias para dar continuidade à sua presença no escalão mais alto do futebol inglês. Não tem, no entanto, uma tarefa fácil: segundo o Transfermarkt, a equipa está avaliada em 87,2 milhões de euros, sendo a equipa com a avaliação mais baixa na Premier League. Em contraste, e segundo a mesma plataforma, os seus adversários têm a avaliação mais alta na liga, num total de 1,26 mil milhões de euros.

O que disse Rob Edwards

Rob Edwards acena aos adeptos no estádio do Luton Town. Foto: IMAGO/PRiME Media Images

Sobre o momento da equipa: «Estamos a evoluir e a mudar à medida que avançamos. A este nível, tivemos de nos adaptar, não podemos ser a mesma equipa que éramos no Championship. Temos de ter mais cuidado com a posse de bola. Não me importo que passemos despercebidos, mas temos de tentar ser melhores e ter mais controlo.»

Sobre o adversário: «Tentamos sempre jogar com os nossos pontos fortes. O que interessa é que não queremos que seja um dia confortável, temos de tentar tirá-los da sua zona de conforto, se pudermos. Se os deixarmos jogar e controlar o jogo, como fazem com muitas equipas, será um dia difícil. Vai ser um dia difícil de qualquer maneira.»

Adeptos do Luton Town durante o jogo da Premier League contra o Arsenal. Foto: IMAGO/PRiME Media Images

Sistema Tático: 3x4x3

Onze Provável: Thomas Kaminski; Teden Mengi, Tom Lockyer, Gabriel Osho; Alfie Doughty, Ross Barkley, Marvelous Nakamba, Amari'i Bell; Andros Townsend, Elijah Adebayo, Jacob Brown.

Lesionados: Mads Andersen, Cauley Woodrow, Dan Potts, Reece Burke.

Figura da Equipa: Carlton Morris.

O avançado inglês é, a par de Elijah Wood, o melhor marcador da equipa na liga inglesa, com três golos. Ambos vão tentar aumentar as suas estatísticas frente ao Manchester City, e ajudar a equipa a conquistar pontos importantes que garantam a permanência da equipa.