FC Porto-Moreirense: uma nova vida para a 2.ª volta
Eustáquio aproveita castigo de Nico González para voltar à titularidade (Foto: IMAGO)

ANTEVISÃO FC Porto-Moreirense: uma nova vida para a 2.ª volta

NACIONAL20.01.202408:00

Moreirense perdeu os 13 jogos disputados na casa portista, mas nesta campanha só perdeu fora contra o Sporting

FC Porto e Moreirense defrontam-se este sábado no Estádio do Dragão, às 20.30 horas, primeiro jogo da 2.ª volta. Luís Godinho, que expulsou Pepe na final da Supertaça frente ao Benfica, é o árbitro designado para a partida. O árbitro da Associação de Futebol de Évora terá como assistentes Rui Teixeira e Pedro Mota, sendo Vítor Ferreira o quarto árbitro. O VAR será Rui Oliveira, assistido por Hugo Marques.

Na Liga Portugal realizaram-se 25 jogos entre as duas equipas, com 18 vitórias do FC Porto, seis empates e um triunfo do Moreirense, mas no Estádio do Dragão os azuis e brancos somaram por triunfos os 13 jogos realizados contra os cónegos. A última vitória do Moreirense frente ao FC Porto foi em casa, a 21 de maio de 2017, por 3-1, golos de Boateng, Frédéric Maciel e Alex Freitas, com Maxi Pereira a reduzir. 

FC Porto

A atravessar um momento de grande fulgor desde que mudou de desenho tático – de 4x4x2 para 4x3x3 -, o FC Porto vem de dois triunfos diante do Estoril, na Taça de Portugal, por 4-0, e SC Braga, por 2-0. O onze a apresentar contra os cónegos não será nenhum segredo bem guardado, como Sérgio Conceição tanto gosta: sai Nico González, castigado, e entra para o lugar do espanhol Stephen Eustáquio. É a única alteração prevista, salvo alguma lesão de última hora. 

Depois de dobrar a primeira volta com o pior registo de pontos da era Sérgio Conceição, 38, o FC Porto quer fazer do Dragão a sua fortaleza para atacar a 2.ª volta com outra robustez. Apesar de alguns desafios pobres do ponto de vista exibicional, em casa o FC Porto soma sete vitórias consecutivas. Além da baixa de Marcano, há a registar a lesão de Gonçalo Borges, que sofreu uma contusão no tornozelo esquerdo. 

Evanilson

Marcou de penálti o segundo golo da vitória do FC Porto sobre o SC Braga e já soma 15 tentos, esta época. No atual 4x3x3 sente-se confortável, ainda que a sua missão não se reduza a atacar, tem de defender, e fê-lo com enorme espírito de sacrifício do duelo com os Guerreiros do Minho. Francisco Conceição tem sido uma muleta importante para o brasileiro, assim como Galeno. O FC Porto ganhou asas com os dois extremos.

Sistema: 4x3x3

Onze provável: Diogo Costa; João Mário, Pepe e Fábio Cardoso; Pepe, Alan Varela e Eustáquio; Francisco Conceição, Evanilson e Galeno

Lesionados: Marcano e Gonçalo Borges

Castigados: Nico González. 

O que disse Sérgio Conceição: «Olhar ao que o Moreirense tem feito e é mais do que evidente que tem sido uma equipa muito competente, que tem conquistado pontos e tem perdido poucos. Defensivamente trabalham muito bem, linhas muito juntas, jogadores humildes na sua capacidade de perceber o que têm de fazer quanto têm e não têm bola, não só na 1.ª fase mas num terço intermédio e na frente. Jogadores que exploram bem a largura, com jogo interior muito forte.»

Moreirense

O Moreirense tem sido a grande sensação da Liga. Na última jornada venceu de forma categórica o Estoril, por 3-1, na Amoreira. O dragão fica desde já avisado: Na Liga, a formação de Rui Borges só perdeu um dos nove jogos realizados fora de casa e foi contra o Sporting, por 3-0. Soma no exterior cinco triunfos, três empates e a tal derrota frente aos leões. Aliás, com seis golos sofridos, o Moreirense tem a melhor defesa desta edição do campeonato como visitante. 

Uma das caras novas na equipa, Vinicius Mingotti, contratado ao Athletico Paranaense depois de uma passagem por empréstimo pelo Bahia, não vai a jogo. Além de ter estado muito tempo parado, o avançado esteve com gripe na semana passada que atrasou a sua integração na dinâmica de treino do plantel. Contudo, Castro, contratado ao SC Braga, vem com rodagem e pode ser uma das novidades lançadas durante a partida. 

Gonçalo Franco

O Moreirense perdeu na janela de transferências de inverno André Luís para os chineses do Shanghai Shenhua. O avançado vinha sendo figura pelos golos marcados, mas se há algo que não falta nos cónegos é qualidade. Pilar do meio-campo, Gonçalo Franco é o homem dos equilíbrios e atravessa um momento de forma excecional que também o coloca na lente dos grandes.

Sistema: 4x3x3

Onze provável: Kewin; Dinis Pinto, Marcelo, Maracas, Amador; Ofori, Gonçalo Franco, Alan; Madson, Camacho e Aias

Lesionados: Sylla e Hernâni Infande

Castigados: -

O que disse Rui Borges: «O FC Porto mais equilibrado e forte que vamos encontrar esta época e está numa fase muito boa e coesa. Conseguiu introduzir uma nova dinâmica, talvez pela ausência do Taremi. Sinceramente, acho que vamos defrontar o FC Porto mais forte da época. Vamos encontrar um ambiente difícil, mas não temos nada a perder, só a ganhar.»