Estrela da Amadora: problema muscular ainda afasta Mansur de Vila do Conde
Mansur, do Estrela da Amadora (à direita), numa disputa pelo ar que envolve André Almeida, do Académico de Viseu (de negro) e Miguel Lopes, do Estrela (de branco). Foto: Gil Peres/Imago.

Estrela da Amadora: problema muscular ainda afasta Mansur de Vila do Conde

NACIONAL30.11.202319:23

Brasileiro continua entregue ao departamento médico na recuperação a um problema no gémeo e ainda não regressará aos eleitos para o embate dos tricolores frente ao Rio Ave

A preparação do Estrela da Amadora para a importante deslocação até Vila do Conde para defrontar o Rio Ave, antepenúltimo da tabela da Liga e adversário direto na corrida pela manutenção, até porque se encontra a apenas dois pontos dos tricolores, está a ser realizada com muita dedicação sobre os atletas a recuperar no vasto lote de indisponíveis por lesão que têm afetado a composição da equipa.

Um dos setores mais afetados tem sido o eixo defensivo, que na passada semana chegou a não ter qualquer elemento à disposição de Sérgio Vieira até ao retorno de Kialonda Gaspar e Johnstone Omurwa, que estiveram ao serviço das suas seleções e regressaram diretamente para o onze para formar trio de centrais com Erivaldo Almeida, que recuperou em tempo recorde de uma lesão no ombro direito. No que respeita a alternativas…o Estrela continua sem dispor de mais nenhuma opção, visto que Mansur não conseguirá recuperar em tempo útil.

A BOLA apurou que, dos três centrais que o emblema da Reboleira tem de fora, o brasileiro seria aquele cuja recuperação se encontra mais adiantada, a um problema muscular no gémeo. Devido a esse impedimento, que foi inicialmente descrito como uma questão de sobrecarga, o central/ala esquerdo de 30 anos já falhou a receção ao Moreirense, pela Liga (derrota por 1-0) e a mais recente deslocação a Vizela, que resultou no afastamento do Estrela da Taça de Portugal (2-1 após prolongamento).

No entanto, o total restabelecimento do atleta não será conseguido a tempo de constituir opção para se juntar ao plantel e viajar rumo a Norte para defrontar os vila-condenses, já este sábado, pelo que o Estrela não deverá apresentar mais nenhum central de raiz no banco de suplentes.

De resto, na passada sexta-feira, os amadorenses apresentaram-se em Vizela com uma convocatória de 19 jogadores de um máximo de 20, ficando a dúvida sobre se Sérgio Vieira conseguirá ter à sua disposição mais algum dos elementos que têm estado indisponíveis nas últimas semanas, como Régis N’Do ou Ronaldo Tavares ou, quem sabe, recorrer à equipa sub-23 e juntar aos eleitos um ou mais jovens como Brenner Lucas ou Manuel Figueiredo, já convocados para anteriores partidas.