Estrela da Amadora: Ausência de Gaspar agrava problema central
Kialonda Gaspar, do Estrela da Amadora, abraçado ao companheiro de equipa Miguel Lopes, momentos antes de um jogo pela Liga de futebol. Foto: Maciej Rogowski/Imago.

Estrela da Amadora: Ausência de Gaspar agrava problema central

NACIONAL12.12.202311:04

Kialonda Gaspar foi admoestado pela quinta vez frente ao Boavista e fica de fora frente ao Farense, deixando os tricolores com apenas um central de raiz disponível para a partida de sexta-feira

Se ao nível dos resultados o Estrela da Amadora respirou de alívio e regressou às vitórias, no que diz respeito aos indisponíveis os problemas dos tricolores continuam…e até se agravaram, a partir do momento em que aos 63 minutos da receção ao Boavista (vitória por 3-1) Kialonda Gaspar viu cartão amarelo e, a partir daí, passou também a constituir baixa certa para o jogo seguinte. O central angolano foi admoestado pela quinta vez na presente temporada e falhará, por isso, a deslocação a casa do Farense, na sexta-feira.

É, por isso, com um problema central que o Estrela se apresentará em Faro na abertura da 14.ª jornada da Liga, visto que Gaspar representa não apenas um titular indiscutível, como também o atual capitão de equipa - os guarda-redes Brígido, António Filipe e Miguel Lopes fazem parte do grupo de capitães, mas estão ausentes por lesão. Com o internacional por Angola a cumprir uma série de cinco amarelos e obrigatoriamente a ter de cumprir um jogo de suspensão, Sérgio Vieira passa a fazer contas à vida.

Isto porque para manter a habitual estrutura tática do Estrela em Faro – 3x4x3 – o técnico apenas tem um defesa central disponível, mais precisamente Erivaldo Almeida, visto que os restantes centrais do plantel estão lesionados e, sabe A BOLA, não recuperarão em tempo útil para o desafio marcado para sexta-feira. Miguel Lopes foi recentemente operado ao menisco e estará de fora por mais algumas semanas e os restantes companheiros, Johnstone Omurwa, Pedro Mendes e Mansur ainda se encontram em processo de recuperação.

Tal como sucedeu nas últimas semanas, nas quais as lesões limitaram o plantel do Estrela, Sérgio Vieira poderia recorrer às equipas B e sub-23, nas quais recrutou o guarda-redes Edmilson Cambila para ser alternativa direta ao titular Wagner Dida, o extremo Brenner Lucas, presente em algumas convocatórias, ou o médio Manuel Figueiredo, que esteve nas últimas duas convocatórias. No entanto, nem mesmo nas equipas secundárias o responsável técnico estrelista encontrará uma alternativa direta.

No lote de inscritos na Liga consta ainda mais um central, Ronny Peterson, que no entanto se encontra também…lesionado, a contas com uma grave lesão contraída em finais de agosto numa deslocação a Mafra pela Série Sul da Liga Revelação. Desta forma, fica a dúvida sobre se Sérgio Vieira apostará em mais uma adaptação para manter a dinâmica da equipa intacta e juntar a Almeida (único central de raiz disponível) e Hevertton, ala direito que nas duas últimas jornadas foi improvisado como central pela direita.

Menos provável, mas igualmente possível, será uma alteração tática, passando o Estrela para uma linha de quatro, formada por Hevertton e Erivaldo Almeida como centrais e o recuo dos alas Jean Felipe e João Reis para as funções de laterais direito e esquerdo, respetivamente, de forma a entrar para o onze mais um médio e assim os tricolores manterem uma estrutura equilibrada para, como sempre tem acontecido, discutirem o resultado final com a ambição de trazer pontos do Algarve.