Casa Pia: Um mês depois, Geraldes voltou à titularidade
André Geraldes, do Casa Pia (à esquerda), disputa a posse de bola com Ronaldo Tavares, do Estrela da Amadora (à direita), em jogo pela Liga de futebol. Foto: Maciej Rogowski/Imago.

Casa Pia: Um mês depois, Geraldes voltou à titularidade

NACIONAL12.12.202320:22

Experiente lateral português voltou a alinhar de início ao fim de um mês de espera; embate com o FC Porto constituiu a sua presença no onze para a Liga e a primeira sob o comando de Pedro Moreira

Apesar de paulatinamente ir acrescentando as suas ideias e filosofias aos processos do Casa Pia, Pedro Moreira tem-se mantido fiel a um grupo coeso nas suas escolhas, com algumas flutuações entre onzes. No mais recente encontro para os gansos, que constituiu uma deslocação ao Estádio do Dragão para defrontar o FC Porto (derrota por 3-1) a principal novidade passou pela inclusão de André Geraldes no onze titular, algo que não acontecia há praticamente um mês.

Gaizka Larrazabal, habitual titular na ala direita dos gansos, havia saído lesionado ao intervalo da partida anteriormente disputada, frente ao Portimonense (vitória por 1-0, em Rio Maior), com queixas musculares na área das costas, que acabariam por condicioná-lo durante praticamente toda a semana, pelo que se criou uma oportunidade para Geraldes, que tirou proveito da escassez de ritmo competitivo do seu concorrente e teve direito a 90 minutos de utilização.

Uma situação que não tem sido particularmente frequente para o lateral de 32 anos, que alinhou a tempo inteiro pela primeira vez ao serviço dos gansos no que à Liga diz respeito. De resto, o experiente lateral, de 32 anos, apenas cumpriu 90 minutos de utilização em três outras partidas e todas elas pelas Taças, duas delas pela Taça da Liga, em ambas as partidas disputadas na fase de grupos da competição, ante Nacional e SC Braga, e também na 3.ª eliminatória da Taça de Portugal, frente ao Rabo de Peixe.

Até mesmo a titularidade não tem representado um hábito para Geraldes desde a sua chegada ao clube, verificando-se que a deslocação ao FC Porto constituiu apenas a segunda oportunidade na ala direita dos gansos e a anterior presença no onze havia tido lugar há quase um mês, na goleada sofrida na Amoreira frente ao Estoril (4-0). Assim, o embate com o dragão coincidiu também com a primeira oportunidade de início sob o comando de Pedro Moreira, esperando ter deixado indicações positivas para repetir futuras presenças.

Para já, e atendendo à quantidade de jogos disputados seja com Filipe Martins, o anterior técnico, ou Pedro Moreira, que lhe sucedeu, Larrazabal parte na frente para regressar ao onze na próxima jornada, que colocará para os lisboetas uma deslocação a Trás-os-Montes para defrontar o Desportivo de Chaves já este domingo. Ainda assim, a experiência acumulada por Geraldes em vários clubes nacionais e também além-fronteiras torna-o uma hipótese sempre válida para a qual o técnico olhará com toda a confiança caso necessite dos seus préstimos.