Casa Pia: convencer Gonçalo Santos será o desafio para Justo
Samuel Justo alinhado com a restante equipa do Casa Pia, instantes antes de um jogo pela Liga de futebol. Foto: Maciej Rogowski/Imago.

Casa Pia: convencer Gonçalo Santos será o desafio para Justo

NACIONAL16.02.202415:48

Criativo de 19 anos constituiu a principal novidade no onze dos gansos em Vila do Conde; já desempenhou diferentes lugares no decorrer da época e procura segurar o lugar perante o terceiro treinador da época

Na partida do passado domingo, ante o Rio Ave, o Casa Pia não contou com Felippe Cardoso, que cumpriu um jogo de castigo por ter sido admoestado com o quinto amarelo na jornada anterior, ante o Boavista, e Fernando Andrade, a quem foi imposto um castigo interno e um processo disciplinar, do qual ainda se aguardam decisões por parte da administração do clube lisboeta. Duas ausências que limitaram o ataque dos gansos, no qual existiam dúvidas sobre quem acompanharia o titularíssimo Clayton.

Na conferência de antevisão ao desafio, o nome de André Lacximicant, que ocupa essa mesma posição, foi abordado e o então treinador dos gansos, Pedro Moreira, que esta segunda-feira deixou, ainda que sem anúncio oficial, o comando técnico, admitiu que a sua utilização seria uma possibilidade, mas foi mesmo Samuel Justo quem surgiu na dupla de ataque casapiana, numa opção surpreendente…mas não muito. 

O primeiro argumento terá que ver com o facto de, com o reforço emprestado pelo SC Braga no banco de suplentes, Pedro Moreira manter uma salvaguarda ofensiva para trazer impacto no decorrer da partida.

Além da importância de ter um homem de área no banco para lançar, se o jogo o aconselhar o que, na verdade, aconteceu, quando Lacxmicant integrou a partida aos 76 minutos, o Casa Pia contou com mais um trunfo, relacionado precisamente com as características do próprio Samuel Justo, que pela sua versatilidade é capaz de desempenhar diversos papéis e ao longo da temporada já atuou em duas posições diferentes, mais precisamente no centro do terreno, a par com outro médio em sistemas de 3x4x3 e 4x4x2 e – com menor frequência – descaído para as alas.

Com Filipe Martins e, mais tarde, Pedro Moreira ao comando, Justo pôde deixar credenciais que com o desenrolar do tempo e a necessidade imediata neste último encontro em concreto acabaram por revelar mais uma competência do médio emprestado ao Casa Pia pelo Sporting, que em Vila do Conde alinhou como segundo avançado.

Uma capacidade que o atleta de 19 anos criou ainda numa fase posterior do seu desenvolvimento como futebolista, ainda na Academia Cristiano Ronaldo, onde jogou em todas as posições do meio-campo e também no ataque. De resto, no seu primeiro em idade júnior, que na realidade constituiu a segunda época nesse escalão ao serviço dos leões, Justo disputou o campeonato nacional de sub-19 jogando maioritariamente como falso 9 e os números refletem bem o seu sucesso, com 13 golos em 40 jogos realizados.

Nas últimas duas épocas, o polivalente jogador disputou a Youth League e passou, de forma fugaz, pela Liga Revelação (apenas um jogo) para se impor no Sporting B, disputando a Liga 3 (22 jogos e três golos marcados) e jogou com maior frequência como médio interior, pelo que possui bagagem para desempenhar funções criativas, mais próximas ou mais distantes do último terço. Uma disponibilidade absoluta que Pedro Moreira ainda tentou aproveitar…e que o jogador procura repetir perante o terceiro treinador da época.

Apesar de o Casa Pia não ter evitado a derrota nos Arcos (1-0, com um golo sofrido no período final), a prestação do internacional sub-20 por Portugal agradou e marcou pontos junto do treinador, que conta também com Clayton, Felippe Cardoso, André Lacximicant e, até decisão em contrário, Fernando Andrade, mas mais que nunca também com Justo como uma solução ofensiva para o 4x4x2, oferecendo um perfil diferente dos restantes companheiros que poderá ser aproveitado nas próximas jornadas.

Os bons sinais deixados na parceria com Clayton reservam-lhe a esperança de, quem sabe, na receção ao Arouca, no próximo domingo, repetir a presença no onze titular. Terá agora a palavra Gonçalo Santos, que assume o cargo após a saída de Pedro Moreira e já terá, pelo menos, Felippe Cardoso de regresso às opções.