Sérgio Vieira: «Vamos com um sentimento de tristeza, por aquilo que fizemos no jogo»
Sérgio Vieira treinador do Estrela da Amadora (Foto: Maciej Rogowski/Imago)

Sérgio Vieira: «Vamos com um sentimento de tristeza, por aquilo que fizemos no jogo»

NACIONAL14.01.202418:41

Treinador do Estrela elogiou a segunda parte da sua equipa que até podia ter conquistado os três pontos; também explicou que há vários jogadores a regressarem de lesões e precisam de ritmo competitivo

Que análise faz a esta exibição, na qual a equipa foi melhorando com o decorrer do tempo e conseguiu um ponto?

- Uma exibição em crescendo. Infelizmente não iniciamos como queríamos, não foi de forma má, mas queríamos estar melhor, num campo difícil, no qual só o Benfica ganhou. Não queríamos sofrer e foi logo nos minutos iniciais de canto. Mas, por algumas adaptações fatores, como o Singha na direita que é um ala esquerdo. Pedro Mendes não jogava fora há muito, Mansur, Johnstone e Pedro Sá a regressarem de lesões. Tudo condiciona e vão acontecer erros na decisão. Fomos reagindo e crescendo no jogo. Mas, vamos com um sentimento de tristeza, por aquilo que fizemos no jogo. Se houvesse um vencedor tínhamos de ser nós, pelo sacrifício, pela entrega e por tudo o que fizemos na procura de mais e melhor. Temos de levar as coisas boas que aconteceram aqui e corrigir as coisas menos boas.

Que importância tem o regresso de Pedro Sá à equipa?

- É um jogador que tem muita importância. Era capitão do Portimonense e tem uma alma enorme como pessoa e como atleta. Tem uma capacidade técnica acima da média. Precisa de jogar e foi essa a nossa ideia ao colocá-lo de início, mas precisávamos de alguém que travasse as transições e a entrada do Aloísio trouxe isso mesmo. Com o tempo vai conseguir atingir o nível que tem e que se prolongue por 90 minutos. Preparamos todos para jogarem o jogo todo. Continuar a dar ritmo competitivo para que possam ir crescendo com a equipa.