Estrela da Amadora: antigo jogador do Benfica pode voltar a Portugal para vestir de tricolor
Ferro (à direita) é um dos alvos da formação da Reboleira para a próxima temporada. (Foto: IMAGO)

Estrela da Amadora: antigo jogador do Benfica pode voltar a Portugal para vestir de tricolor

NACIONAL20.06.202401:00

Ferro é o nome desejado pela formação da Reboleira para reforçar o eixo defensivo; hipótese só será viável se o defesa-central conseguir a rescisão do vínculo que o liga ao Hajduk Split até 2026; caso isso aconteça, então terá caminho livre para rumar à Amadora

Abre-se uma porta de... Ferro para um eventual regresso sonante ao futebol português: o defesa-central, que despontou no Benfica, é uma forte hipótese para reforçar o Estrela da Amadora na próxima temporada.

O interesse no emblema da Reboleira já levou à efetivação dos primeiros contactos, com o jogador a mostrar-se recetivo à ideia de voltar a solo lusitano. No entanto, e para que o processo possa vir a ser concluído com sucesso, há uma barreira por ultrapassar: a rescisão de contrato de Ferro com o Hajduk Split.

O vínculo do defesa-central com o emblema croata é válido até 2026, pelo Ferro terá de conseguir desvincular-se do clube sediado na segunda maior cidade do referido país dos Balcãs para, e uma vez sendo livre, poder rumar ao Estrela da Amadora.

Os dirigentes do conjunto da Reboleira têm noção da complexidade deste processo, mas, para já, vão mantendo a chama bem acesa: a hipótese é real e Ferro pode mesmo vestir de tricolor em 2024/2025. Trata-se, efetivamente, de um jogo de paciência. Porque caso o antigo jogador do Benfica consiga mesmo ficar com o passe na mão, então a SAD do Estrela da Amadora, liderada por Paulo Lopo, tem a forte convicção de que chegará a acordo com o defesa-central.

Natural de Oliveira de Azeméis, foi, precisamente, na Oliveirense que Ferro começou a dar os primeiros pontapés na bola. Passou ainda pelos escalões mais jovens de Estarreja e Taboeira antes de, na época 2011/2012, rumar a Lisboa para representar o Benfica. Ao serviço dos encarnados completou o seu processo de formação - com um ano de empréstimo ao Casa Pia, pelo meio -, aparecendo, depois, em grande nível ao serviço da equipa B das águias. A caminhada na Luz teve um impacto inicial de grande nível, mas o empréstimo ao Valência, na segunda metade de 2020/2021, não teve os efeitos desejados e Ferro começou a ficar sem espaço no Benfica. Ainda voltaria a Lisboa, mas acabaria por rumar ao Hajduk Split na temporada seguinte. Depois de 14 jogos (dois golos e duas assistências) pelos croatas, foi cedido ao Vitesse (Países Baixos), mas a experiência também não foi propriamente a mais proveitosa (apenas 10 jogos). Regressou à Croácia, mas, tanto na segunda metade da época passada (11 jogos) como na temporada que agora finda (apenas seis encontros realizados), as coisas voltaram a não correr bem ao internacional pelas camadas jovens de Portugal.

O Estrela da Amadora pode, pois, configurar uma extraordinária hipótese para Ferro voltar a alavancar a sua carreira. Afinal, o defesa-central ainda está com 27 anos e, como tal, em plenas condições para voltar a demonstrar todas as qualidades que patenteou com a camisola do Benfica, nomeadamente quando formou com Rúben Dias uma dupla de respeito no eixo da retaguarda das águias - e que ajudou os encarnados a conquistarem a Liga em 2018/2019 e a Supertaça Cândido de Oliveira no início da temporada seguinte (Ferro soma ainda duas Taças da Croácia ao serviço do Hajduk Split).

Ferro e Rúben Dias formaram uma dupla de sucesso na defesa do Benfica. (Foto: IMAGO)

Vídeos

shimmer
shimmer
shimmer
shimmer