Direção do Varzim anuncia demissão em bloco
Direção de Edgar Pinho tinha sido acusada de não apresentar os documentos necessários para a discussão. Foto: Varzim

Direção do Varzim anuncia demissão em bloco

NACIONAL04.01.202419:40

Cancelamento da Assembleia Geral Extraordinária de discussão de futura SAD está na origem da decisão; executivo liderado por Edgar Pinho fala em 'abuso de poder' ao ter sido retirado aos adeptos a possibilidade de decidir o futuro do clube

Após o cancelamento da Assembleia Geral Extraordinária alusiva à apresentação e aprovação da futura SAD, a direção do Varzim anunciou esta quinta-feira a demissão em bloco. 

Em comunicado, a direção liderada por Edgar Pinho diz não aceitar que tenha sido retirado aos sócios o poder de decisão sobre o futuro do clube, considerando que o cancelamento anunciado no passado dia 20 de dezembro trata-se de uma «clara situação de abuso de poder». 

«A Direção do Varzim Sport Club não aceita que, sem qualquer justificação válida e de uma forma prepotente que, na sua opinião, configura uma clara situação de abuso de poder, tenha sido retirado aos sócios o direito soberano de decidir sobre o futuro do clube. Assim, e em sequência, decidiu hoje, dia 04/01/24, apresentar à Mesa da Assembleia Geral, na figura do seu Presidente, a sua demissão em bloco, já depois de, num primeiro momento, em 21/12/23, ter suspendido o apoio financeiro ao clube que os seus diretores vinham fazendo desde a sua eleição, com recurso ao seu património pessoal», esclareceu a agora direção demissionária. 

Na conclusão da presente nota, o executivo deseja felicidades aos seus futuros sucessores e coloca-se à disposição para ajudar neste período de transição: « A Direção do Varzim Sport Club lamenta que se tenha, desta forma, impedido os sócios de manifestarem a sua opinião sobre o futuro que pretendem para o clube, atirando-o par uma situação muito complexa, e deseja as maiores felicidades aos futuros responsáveis, colocando-se à disposição para prestar todo o apoio necessário, no período de transição.»

Recorde-se que a não votação da futura SAD foi a causa da demissão de André Geraldes, anterior diretor geral da SDUQ varzinista. Com ele, saíram, também, Filipe Leão (team manager), Vítor Pimenta (responsável clínico), Gonçalo Faria, (chefe de scouting), João Rodrigues, (secretário técnico) e João Santos (observador).