Arouca-Vizela: Tranquilidade e aflição frente a frente
Estádio Municipal de Arouca (Foto: Helena Valente/ASF)

ANTEVISÃO Arouca-Vizela: Tranquilidade e aflição frente a frente

NACIONAL28.01.202408:00

Anfitriões seguem no 10.º lugar da Liga, beneficiando da troca de treinadores, já os visitantes ocupam a penúltima posição e não estão a capitalizar a mudança de técnicos

Entre Arouca e Vizela reina o equilíbrio: oito jogos, três vitórias para cada lado e dois empates, contabilizando todas as competições.

Em 2023/2024, todavia, há diferenças enormes entre os dois: o Arouca está a fazer uma Liga descansada, ocupando o 10.º lugar, ao passo que o Vizela é penúltimo, pressionado pelo fantasma da despromoção.

O Arouca começou com Daniel Ramos, correu mal, mudou para Daniel Sousa e lucrou, recuperando na tabela, ao ponto de estar a aproximar-se do 6.º lugar, pertença do Moreirense, equipa sensação da Liga.

O efeito Daniel Sousa no Arouca

29 dezembro 2023, 22:18

O efeito Daniel Sousa no Arouca

No primeiro mês como técnico dos 'lobos', conseguiu tirar a equipa dos lugares de despromoção e ainda não perdeu; 13 golos em quatro jogos para o campeonato reforçam ciclo positivo vivido pela equipa

O Vizela, por seu turno, não parece estar a tirar os dividendos pretendidos com a mudança de Pablo Villar para Rubén de la Barrera. Além de mal classificado e de ter o pior ataque da Liga (em igualdade com outros aflitos), está em jejum desde novembro: oito jornadas sem ganhar.

A favor do Vizela, porém, está a história mais recente: a 10 de janeiro, jogando em casa, afastou o Arouca da Taça de Portugal, com triunfo por 1-0.

Para a Liga, o encontro da jornada 2, em casa do Vizela, terminou empatado (2-2).

Pontas de lança goleadores

O Arouca tem no espanhol Rafa Mújica a sua referência de ataque, do lado do Vizela o perigo à solta dá pelo nome de Samuel Essende.

Arouca

Daniel Sousa não pode contar com Quaresma, Hamache, Galovic e Vitinho, por lesão, Busquets não tem ainda o ritmo de jogo ideal e, por fim, Pedro Santos está castigado.

O onze provável: Arruabarrena, Tiago Esgaio, Montero, Matias Rocha e Weverson, Kouassi, David Simão, Sylla, Jason, Cristo e Mújica.

Na antevisão, Daniel Sousa garantiu que o jogo da Taça de Portugal não serve de barómetro: «Foi um jogo em que o Vizela fez várias mudanças no onze. Agora, será um jogo semelhante, mas com outros intérpretes por parte do Vizela. Estávamos bem preparados nessa altura, mas o jogo deu para tirar algumas ilações sobre as dinâmicas do Vizela. Passados alguns jogos, percebemos melhor essas dinâmicas e estamos também melhor preparados.»

Vizela

Rubén de la Barrera não terá à disposição Bruno Wilson, central que também já falhara a partida com o Sporting, Rashid e Lacava estão ao serviço das respetivas seleções (Iraque e Venezuela sub-23, respetivamente).

O Vizela poderá apresentar-se assim: Buntic, Hugo Oliveira, João Escoval, Anderson, Lebedenko, Diogo Nascimento, Busnic, Matheus Pereira, Soro, Essende e Samu.

As palavras de Rubén de la Barrera na antevisão da partida: «Espero um jogo competitivo, jogamos fora de casa, mas estou confiante. Temos que estar compactos, com personalidade, procurar a baliza contrária e sermos vigilantes para impedir contra-ataques. No fundo, sermos melhores que no último jogo da Taça para conseguirmos os três pontos.»