APAF sobre Taynan: «O árbitro cumpriu o que está regulamentado»
Luciano Gonçalves é o presidente da APAF (Vítor Garcez/ASF)

APAF sobre Taynan: «O árbitro cumpriu o que está regulamentado»

FUTSAL22.01.202413:33

Presidente Luciano Gonçalves garante que foi cumprida a lei, na avaliação dos árbitros, no lance em que o jogador do Sporting, enquanto suplente, entrou no rinque e cortou um contra-ataque do Benfica, na final da Taça da Liga

O lance que marcou a final da Taça da Liga, realizada, domingo, na Póvoa de Varzim, em que o Sporting venceu o Benfica, por 4-2, ainda vai fazer correr muita tinta. 

Recorde-se que, aos 39 minutos, Taynan, ala do Sporting, com Merlim caído na área do Benfica, saltou do banco para dentro do rinque e travou um contra-ataque do Benfica.

A BOLA falou com Luciano Gonçalves, presidente da APAF, que garantiu trabalho imaculado por parte da equipa de arbitragem liderada por Rúben Santos e assistido pelo irmão gémeo Cristiano Santos (AF Porto).  

«O árbitro fez o trabalho que tinha a fazer. Da parte da arbitragem está tudo tranquilo, o árbitro cumpriu o que está regulamentado. O resto tem que ver com comportamento, ação e ética. Relativamente às questões comportamentais são um tema que não sei a quem compete analisar, a nós não é», realçou o presidente da APAF. 

Leis de jogo - Lei 3, número 9

Face a várias omissões no atual regulamento das Leis de Jogo, no caso específico do comportamento de Taynan, a FPF poderá ver-se obrigada a agir como já fez, por exemplo, a federação espanhola, por casos similares, e introduzir alterações à lei.