«Agora os adeptos do Inter gostam de mim, mas quando cheguei da Juventus…»
Marotta, CEO do Inter (IMAGO / Antonio Balasco)

«Agora os adeptos do Inter gostam de mim, mas quando cheguei da Juventus…»

INTERNACIONAL16.01.202413:46

Giuseppe Marotta lembra a chegada ao atual líder da Serie A e abordou o projeto para a construção de um novo estádio

Giuseppe Marotta, CEO do Inter, lembrou a chegada ao clube, em 2018, depois ter desempenhado o cargo de administrador na Juventus.

Giuseppe Marotta, CEO do Inter (IMAGO / LaPresse)

«Agora os adeptos do Inter gostam de mim, quando cheguei da Juventus… Quando cheguei talvez me vissem como um intruso ou pior, porque vim da Juventus. São os resultados que contam. Graças ao meu mérito e também sorte, os resultados chegaram. Então agora acho que boa parte dos adeptos do Inter gosta de mim. O futuro? Quando terminar contrato [em 2027] quero continuar a dedicar-me ao desporto, mas numa dimensão diferente. Gostaria de tratar o desporto como um fenómeno social», disse, em entrevista no podcast Wolf - Storie che contano.

Adeptos do Inter (IMAGO / Beautiful Sports)

Relativamente à construção de um novo estádio para o Inter: «O futebol italiano está muito atrás das principais ligas europeias. Os estádios devem ter estruturas modernas. Muitos dos estádios em Itália são antigos. San Siro deve ser respeitado como um símbolo, onde se viveram muitas emoções, paixões, e porque representa a história. Mas temos de olhar em frente. Infelizmente, em Itália, para que existam intervenções estruturais nos estádios é preciso uma série de burocracia e serviços administrativos que torna impossível conseguir fazer alguma coisa. Por isso, Inter e Milan tiveram de procurar outros caminhos.»