«A minha confiança no Abel Ruiz é de 100 por cento, ou 200»
Artur Jorge Foto: IMAGO

«A minha confiança no Abel Ruiz é de 100 por cento, ou 200»

NACIONAL09.01.202414:17

Treinador do SC Braga antecipa dificuldades na deslocação ao Estádio da Luz; Abel Ruiz recebe voto de confiança do técnico

No final do jogo passado disse que os lances de Abel Ruiz e André Horta, que falharam boas oportunidades de golo, fazem a diferença entre ganhar. Tem explicação para o Abel não marcar?

Temos um problema que provavelmente esta conferência não chega para falar sobre isso. Sofremos de memória curta e de falta de sanidade mental. Não podemos exigir ao Abel que foi a pessoa mais triste com esse momento, mas são de facto momentos importantes. Memória curta, pois foi importante para a equipa nestes anos, até quando não era eu o treinador. Não podemos focar num momento. Acontece com frequência no futebol e por vezes parece que vale tudo, as coisas fogem de mão. Não vale tudo. Estamos a falar de homens de família que trabalham muito. A minha confiança no Abel é de 100 ou melhor 200 por cento. Já o era quando o Banza cá estava. Confio no Abel e na qualidade que ele tem. Não reduzo o bom jogo que ele fez com a perdida que teve que de facto podia ter arrumado com o resultado. Não podemos condenar quem quer que seja, nunca o fiz e não aceito que o façam com os meus. Sou o maior defensor dos meus jogadores. Perdemos todos e na próxima vamos ganhar todos. Quando digo perdemos, foram os dois pontos.

No final houve uma discussão do Matheus com os adeptos. É nessa defesa que fala?

Não temos tempo para isso, cada vez mais temos casos em que há pouca abertura para isso, que é a saúde mental dos jogadores. Escondemos a cabeça na areia e seguimos em frente. Vivemos num mundo de faroeste, mas em vez de armas atrás de um computador, nas redes sociais. Sinto o desconforto dos jogadores. Não tem a ver com o jogo em si, mas perceber que a saúde mental dos jogadores tem impacto no seu rendimento. Temos de ter corpo são e mente sã para tirar o máximo rendimento dos jogadores e sinto que por vezes é difícil, pois são bombardeados com críticas.