Portugal passa primeiro teste no Europeu frente a Grécia
Diogo Rêma está a ser peça fundamental na vitória de Portugal (IMAGO/Beautiful Sports)

Portugal passa primeiro teste no Europeu frente a Grécia

ANDEBOL11.01.202418:31

Heróis do Mar cometeram alguns erros ofensivos, permitindo uma recuperação dos helénicos na segunda parte; guarda-redes estiveram em destaque na partida

Está ultrapassado o primeiro teste da seleção portuguesa de andebol no Europeu 2024. Os Heróis do Mar venceram a Grécia, estreante nesta competição, por 31-24, mas cujo resultado não espelha as dificuldades pelas quais os portugueses passaram no segundo tempo.

O primeiro tempo encontrou duas equipas com diferentes expetativas, mas nem por isso deixou de se verificar um equilíbrio na partida. Portugal foi ligeiramente superior, mas com muito mérito do jovem guarda-redes Diogo Rêma, que impediu seis importantes remates dos helénicos. No ataque, outra jóia portuguesa, Francisco Costa, também esteve em destaque, conseguindo encontrar as redes oponentes por seis vezes.

Do lado, Petros Boulkovinas, guardião adversário era visto como uma das principais armas dos gregos e as seis defesas que apontou impediram que a turma lusa tivesse uma vantagem maior do que quatro golos que se registou ao intervalo (18-14). 

Francisco Costa foi o melhor marcador de Portugal, com seis golos (IMAGO/Beautiful Sports)

Tudo parecia bem encaminhado para o conjunto orientado por Paulo Jorge Pereira, mas o recomeço do duelo foi tremido para os seus pupilos. A Grécia aproximou-se no marcador (18-16) e só ao fim de seis minutos Miguel Martins marcou o primeiro golo da segunda parte. Porém, não foi nada que tivesse acalmado os portugueses que se mostraram momentaneamente desinspirados ofensivamente. Resultado desta ineficácia foi o empate da Grécia, com 20 minutos por disputar.

Quando parecia que seria o conjunto estreante a assumir o controlo do jogo, Capdeville destacou-se do lado português - defendeu oito de 18 remates -, mas o ataque renovado também contribuiu para a recuperação no marcador, com Fábio Silva (quatro golos) e Joaquim Nazaré (dois tentos) a assumirem o destaque. Os gregos não conseguiram reagir e registaram uma seca de golos que durou mais de oito minutos, período que se mostrou fatal e sentenciou a partida para o lado dos Heróis do Mar (31-24).

Diogo Rêma assinou seis defesas durante a primeira parte (IMAGO/Beautiful Sports)

Segue-se a Chéquia já no próximo sábado, dia 13 de janeiro (17 h), naquele que é um jogo decisivo para ambas as equipas no que toca às contas para a qualificação para a Main-round [segunda fase].

Termina a partida em Munique! Portugal bate Grécia por 31-24

Primeiro teste ultrapassado, não sem notas a tirar e erros para corrigir. A segunda parte encontrou uma seleção portuguesa tremida, permitindo a recuperação da Grécia pra 19-19. Mas quando parecia que seriam os helénicos a 'fugir' com o resultado, Portugal mostrou-se implacável. Capdeville assinou oito defesas numa só parte, sendo fator fulcral numa seca de golos gregos que durou mais de oito minutos.

58' - Mallios volta a reduzir através de livre de sete metros, mas sem grandes festejos (31-23). A equipa da Grécia mostra-se abalada e Paulo Jorge Pereira pede novo timeout.

57' - Está a ser uma estreia de sonho para Fábio Silva. O pivô do Avanca volta a marcar e faz o quarto golo na partida (31-22).

56' - Pedro Oliveira falha na cara de Petros Boukovinas, continuando em branco no jogo. Entretanto, Capdeville volta a defender remate helénico (7 defesas).

56' - Terceiro golo de Fábio Silva após grande passe de Joaquim Nazaré (30-21). Mallios reduz para 30-22.

55' - Liapis conquista livre sete metros, mas Savvas Savvas falha (29-21).

52' - Grande golo de Gilberto Duarte. Pedro Portela recebe a bola na extremidade direita e passa rapidamente para Gilberto Duarte que apanha a bola no ar e remata imediatamente. Entretanto, a Grécia volta finalmente a marcar e faz o 28-21.

51' - Parece que a vitória dificilmente escapará à turma de Paulo Jorge Pereira, depois de novo golo de Fábio Silva, o segundo no jogo, para dar uma vantagem de sete golos a Portugal (27-20).

50' - A Grécia não marca há oito minutos, após novo ataque falhado, Pedro Portela faz o 26-20 em transição. Gustavo Capdeville está inquebrável e já assinou sete defesas no encontro.

49' - Grécia está a sentir a pressão do momento. Depois de bola na trave, Fábio Silva castiga os helénicos no contra-ataque e repõe vantagem de cinco golos.

48' - Gilberto Duarte quebra o breve enguiço ofensivo. Pedro Portela interceta a bola e no um para um Gilberto Duarte engana Boukovinas com simulação e encontra as redes adversárias. Logo a seguir, Capdeville faz a quarta defesa consecutiva. 24-20 e posse de bola para Portugal.

47' - Terceira defesa consecutiva de Gustavo Capdeville e a quarta no encontro. Em sentido inverso, os Heróis do Mar falharam já três ataques consecutivos, mantém-se o 23-20.

46' - Os guarda-redes estão a dar espetáculo! Portugal falhou dois ataques consecutivos em situação de um para um. Primeiro foi Salvador Salvador e depois foi a vez de António Areia falhar, por mérito de Boukovinas que já leva 10 defesas. Pelo meio, Capdeville também evitou golo helénico.

45' - Momento muito importante na partida. Gustavo Capdeville faz segunda defesa na partida e no ataque, Portugal esteve muito pressionado pelos helénicos, mas Leonel Fernandes conseguiu fazer o 23-20.

44' - Jovem lateral Toskas volta a marcar no encontro e volta a deixar os helénicos a apenas um golo, mas Joaquim Nazaré entrou bem na partida e fez o segundo golo da conta pessoal (22-20).

42' - Joaquim Nazaré entrou e marcou para aumentar a vantagem lusa para dois golos (21-19).

41' - Alexandre Cavalcanti põe fim ao parcial de 3-0 da Grécia, com remate de longa distância. Na posse de bola seguinte, Portugal recupera a bola e tem chance de aumentar vantagem para dois golos.

40' - E está mesmo feito o empate (19-19) por intermédio de Papadionysiou. Paulo Jorge Pereira pede timeout para recompor a formação lusa.

38' - Portugal está com dificuldades em encontrar espaços na defesa helénica e a Grécia, mostra-se mais inspirada e efetiva. Christos Kederis assinou dois golos seguidos e gregos estão a um golo dos Heróis do Mar (19-18).

36' - Foram precisos seis minutos, mas remate de longa distância de Miguel Martins deu o primeiro golo português na segunda parte. 19-16 para a formação lusa.

35' - Portugal não aproveita jogo passivo da Grécia, falhando o segundo ataque neste recomeço da partida. Os Heróis do Mar ainda não marcaram neste segundo tempo. Toskas reduz para 18-16.

32' - Nikolaos Liapis impede remate de Francisco Costa e é excluído por dois minutos.

32' - Encontro começa com uma defesa para cada lado - Boukovinas já leva sete -, mas Savvas Savvas assina o primeiro da segunda parte para fazer o 18-15.

31' - Recomeça a partida. Grécia sai com a bola. Gustavo Capdeville entrou para lugar de Diogo Rêma. Martim Costa também entrou pela primeira vez no encontro.

Intervalo em Munique! Portugal vence Grécia por 18-14

Leonel Fernandes assinou o último golo da primeira parte, em jogada aérea com assistência de Rui Silva. Apesar de alguns erros no processo ofensivo, prontamente capitalizados pela Grécia, os Heróis do Mar construíram sólida vantagem, também com muito mérito do jovem guarda-redes Diogo Rêma, que já leva seis defesas.

29' - Francisco Costa assina o segundo livre de sete metros e já leva seis golos (17-13), mas Savvas Savvas responde com o 17-14.

28' - Para reforçar o ataque, Portugal opta por deixar o guarda-redes de fora, mas apenas durante a exclusão de Pedro Portela.

27' - Após revisão da jogada, a árbitra Bonaventura decide excluir Portela por dois minutos.

27' - Depois de Savvas Savvas reduzir para 16-13, Pedro Portela rematou à cara de Boulvonikas, que fez a sexta defesa do encontro. Lance está a ser revisto por uma possível exclusão do experiente português.

26' - Toscas faz o segundo da partida e Portugal volta a 'pôr gelo no jogo'. Rui SIlva ganha livre de sete metros e Petros Kandylas é excluído por dois minutos. Francisco Costa não perdoa e faz o quinto golo (16-12). Timeout pedido pelo trienador helénico.

25' - Responde a Grécia e tudo começou, mais uma vez com defesa de Boukovinas, que fez a quinta da partida. Na transição, Mallios reduziu para 15-11.

23' - Grande golo de Francisco Costa, a encontrar espaço na esquerda para marcar o quarto da conta pessoal no encontro. É o melhor marcador da seleção até agora.

21' - Portugal chega aos cinco golos de vantagem, depois de golos de Alexandre Cavalcanti e Leonel Fernandes. Seleção nacional já tem os sete jogadores em campo.

20' - O experiente Pedro Portela faz o primeiro golo na partida e no Europeu. 12-9 para Portugal.

19' - Francisco Costa faz o terceiro golo na partida (11-9). Na posse de bola seguinte, Pedro Oliveira comete falta e é excluído por dois minutos. No livre de 7 metros Dimitrios Tziras atira à barra.

17' - Após o tempo exta, Portugal volta a cometer o mesmo erro defensivo e na transição a Grécia reduziu para 10-9, por intermédio de Arampatzis.

16' - A seleção orientada por Paulo Jorge Pereira vai reduzindo o ritmo da partida, mas Arampatziz aproveita perda de bola dos portugueses para reduzir para 10-8. Selecionador Paulo Jorge Pereira pede imediatamente timeout, o primeiro do jogo. O treinador mostrou-se muito zangado com o erro defensivo.

14' - Francisco Costa estende vantagem para 3 golos, depois de marcar o primeiro livre de 7 metros do encontro.

14' - Miguel Martins faz o segundo golo na partida e o 9-7 para os Heróis do Mar.

13' - E vão seis defesas para Diogo Rêma e na transição, Gilberto Duarte, faz o 8-6. Na posse de bola seguinte, Savvas Savvas faz o 8-7.

10' - Kederis empata pela Grécia, depois de perda de bola de Portugal. Na cara de Diogo Rêma, o helénico não perdoou. Partida empatada (10-10), em Munique.

9' - Ambos os guarda-redes estão a ser as figuras do jogo. Rêma já leva quatro defesas, mas Boukovinas também. Grécia reduz para 5-4.

7' - Diogo Rêma, na estreia absoluta em Europeus, impede o empate da Grécia por duas vezes, a última num um para um. Luís Frade, aproveita e volta a marcar por Portugal.

4' - Luís Frade aumenta a vantagem para dois golos (4-2).

3' - Salvador Slavador interceta bola, mas na cara de Boukovinas falha. Guarda-redes grego já leva duas defesas.

3' - Gregos fazem o 2-1 através do perigoso lateral Toscas, mas Miguel Martins responde na mesma moeda.

2' - Luís Frade faz o primeiro golo português no Europeu 2024.

1'  - Primeiro golo é da Grécia e tudo começou com defesa de Boukovinas. Na transição, Nikolaos Liapis inaugura o marcador. 

Começa a partida!

Portugal começa ao ataque.

16h52 - Entram ambas as seleções para serem apresentadas. Dentro de momentos cantam-se os hinos nacionais.

A seleção nacional de andebol começa hoje (17 h) a sua campanha no Europeu frente a um estreante na competição, a Grécia. Com muita expetativa à mistura – e alguma inexperiência -, os Heróis do Mar têm como objetivo inicial chegar à Main-round [segunda fase] e tudo começa com este primeiro duelo, que em teoria favorece a turma orientada por Paulo Jorge Pereira.

Na preparação para este dia, Portugal defrontou duas vezes a Alemanha, mas os dois desaires registados contra os germânicos (34-33 e 35-31) deixaram boas impressões para os portugueses. Como foi referido, inexperiência pode ser um dos fatores que define esta renovada seleção.

Os irmãos Costa (Martim e Kiko), apesar de não serem estreantes em grandes competições – estiveram ambos no Mundial de 2023 -, ainda não fizeram qualquer jogo num Europeu, pelo menos no escalão principal. Mas, juntamente com Diogo Rêma,  Pedro Oliveira e Ricardo Brandão, estes quatro jogadores são estreantes em grandes competições, prometem trazer a qualidade que demonstraram na campanha do europeu de sub-21, na qual a seleção foi vice-campeã. Mas a estreia de Oliveira e Brandão vai ter de esperar por outro encontro, visto que estão fora dos 16 selecionados para o embate.

Em sentido contrário, há ainda nomes sonantes que prometem nivelar a balança da experiência e liderar o conjunto português nesta prova. Rui Silva - o capitão que não esteve presente nos jogos de preparação devido ao nascimento do filho -, e Alexandre Cavalcanti, que juntamente com Salvador Salvador assume um papel importante na defesa devido à ausência de Salina, são alguns dos nomes de referência dos Heróis do Mar.

Do lado helénico, a formação tem como principais figuras o guarda-redes Petros Boulvounikas, tal como apontou à A BOLA Thomas Bauer – antigo guardião do FC Porto entre 2018 e 2020 -, mas também o talentoso lateral Achilleas Toskas, de 19 anos, que recentemente assinou pelos alemães do Estugarda. Ainda assim, o capitão Charalampos Mallios, central de 36 anos, surge também como peça fundamental para o treinador Georgios Zaravinas.

É de referir que Portugal está no grupo F da competição, juntamente com Grécia, Chéquia e a campeã do mundo em título, a Dinamarca. Depois deste duelo, a seleção nacional volta a entrar em ação no sábado, dia 13, frente aos checos (17 h), e dia 15 contra os dinamarqueses (19.30 h).