«É com esta competitividade que podemos ganhar aos melhores do Mundo»
Portugal venceu a Noruega, mas Paulo Jorge Pereira alerta já... para os perigos da Eslovénia (IMAGO)

«É com esta competitividade que podemos ganhar aos melhores do Mundo»

ANDEBOL17.01.202417:22

Paulo Jorge Pereira em declarações após a vitória de Portugal sobre a Noruega

Portugal venceu nesta quarta-feira a Noruega por 37-32 e somou os primeiros pontos na Main round, diante de um adversário que entrou na competição para lutar pelos primeiros lugares. 

Após o triunfo, o selecionador Paulo Jorge Pereira confidenciou que os jogadores foram acreditando na convicção que ele tinha: a Noruega estava ao alcance dos Heróis do Mar, mesmo sendo uma das equipas mais fortes do Mundo.

«A Noruega está entre as melhores seleções do Mundo, mas há mais de 10 dias que dizia aos jogadores que acreditava que os podíamos vencer, se os defrontássemos. Eles foram acreditando, à medida que fomos preparando o jogo e senti que todos estavam convencidíssimos que poderíamos competir e ganhar-lhes o jogo», disse.

Na opinião do técnico, só o caráter dos jogadores como os que compõe a Seleção permitiu tal demonstração de superioridade sobre o conjunto nórdico.

«Às vezes chateio-me com eles por diferentes razões, mas tendo em conta todas as circunstâncias que temos tido e os adversários que temos defrontado, só com gente deste caráter de luta e competitividade é que é possível fazer isto: ganhar a uma das melhores seleções do Mundo», acrescentou.

Agora, depois do triunfo frente a uma das equipas mais fortes, o selecionador só espera que a atitude seja a mesma diante da Eslovénia, que até venceu a Noruega na fase de grupos, apesar de não ser favorita.

«Estamos a aprender muito e se essa aprendizagem continuar a ser absorvida, também vamos ser competitivos frente à Eslovénia. Porque nós por vezes alternamos», alerta, sublinhando que o objetivo continua intacto.

«Estas vivências que temos tido nas grandes competições obrigam-nos a pensar só na Eslovénia. E absolutamente em mais nada! O nosso objetivo está intacto, e é só nesse objetivo que nos devemos focar: conseguir uma vaga no torneio pré-olímpico. Está um bocadinho mais perto, mas ainda está longe», finalizou.