Wenbo e Hang banidos e duras penas para mais oito no escândalo dos resultados manipulados

Snooker Wenbo e Hang banidos e duras penas para mais oito no escândalo dos resultados manipulados

SNOOKER06.06.202319:45

Liang Wenbo e Li Hang banidos do circuito snooker profissional, Yan Bingtao suspenso até 2027. Estas as três penas mais duras divulgadas esta terça-feira pela World Snooker, para a dezena de profissionais da modalidade, todos eles chineses, suspensos preventivamente desde 8 de janeiro, depois de serem ouvidos por uma Comissão Disciplinar Independente (CDI) quanto às acusações de ‘match fixing’ (manipulação de resultados) e de apostas em jogos de snooker, violação grave do código de conduta e contrato que todos assinam com a organização.

Liang Wenbo, de 36 anos – o primeiro a ser suspenso, ainda em outubro de 2022 –, que era apontado pelos compatriotas como o alegado ‘cabecilha’ da rede de manipulação de resultados para favorecer apostadores, é «banido» e terá de pagar uma multa de 43 mil libras (€50 mil), com Li Hang a receber sentença e coima iguais, desvendou, por fim, a World Snooker neste dia, em nota publicada no seu site oficial.

Quanto a Lu Ning, foi «suspenso por oito anos, mas, uma vez admitida a sua culpa, a pena é reduzida para cinco anos e quatro meses de suspensão»: só poderá voltar a competir no ‘tour’ dentro de cinco anos, «a 6 de abril de 2028», além de multa de 8.500 libras (€10 mil).

Já uma das três maiores estrelas da dezena de acusados e preventivamente suspensos, Yan Bingtao, vencedor do Masters-2021, «foi suspenso por sete anos e seis meses, pena depois reduzida, face à admissão da culpa, para cinco anos»: só poderá voltar à competição dentro de quatro anos e meio, «a 11 de dezembro de 2027», além de ter de pagar 7.500 libras (€8.500) de «custas do processo».

Por seu turno, Zhao Xintong (vencedor do UK Championship-2021), outro dos ídolos em causa, foi «suspenso por dois anos e meio, pena reduzida após admissão da sua culpa, para um ano e oito meses de suspensão»: Zhao só poderá voltar a jogar dentro de 15 meses, «a 1 de setembro de 2024». Terá, ainda, de pagar 7.500 libras (€8.500) de «custas do processo».

Quanto a Zhao Jianbo, foi «suspenso por três anos e meio, pena reduzida pela admissão da culpa, para suspensão de dois anos e quatro meses»: só poderá voltar a competir no World Snooker Tour dentro de quase dois anos, «a 7 de abril de 2025», além de liquidar 7.500 libras (€8.500) de «custas do processo».

Já Chang Bingyu foi «suspenso por três anos, pena reduzida, por admissão da culpa, para dois anos de suspensão: só volta a competir dentro de ano e meio, «a 7 de dezembro de 2024» e nunca antes desta dada. Também Bingyu arca com £7.500 (€8.500) em «custas do processo».

Já Bai Langning, viu a pena de «quatro anos de suspensão» atenuada - também por admitir os factos e a sua culpa e envolvimento na fraude – para «dois anos e oito meses de suspensão». Só volta a poder jogar no circuito mundial dentro de mais de dois anos, a partir de «6 de agosto de 2025», tendo, ainda, que pagar do seu bolso as £7.500 (€8.500) de «custas do processo».

Quanto a Chen Zifan, viu a pena de «sete anos e seis meses de suspensão» atenuada, pela admissão da culpa, para cinco anos de suspensão»: só pode voltar ao circuito dentro de quatro anos e meio, «a partir de 20 de dezembro de 2027». E também arca com £7.500 (€8.500) de «custas do processo» do seu bolso, como os demais.


Por último, mas não menos importante, Zhang Jiankang foi punido com «quatro anos e cinco meses de suspensão que, após admissão da culpa, foi reduzida para dois anos e 11 meses de suspensão». Zhang só pode competir dentro de dois anos e meio, nunca antes de «1 de dezembro de 2025». E terá de pagar as «custas do processo», £7.500 (€8.500)

«Detroça-nos o coração, foi um processo doloroso e levou o seu tempo, mas o comportamento dos dois banidos foi considerado absolutamente inaceitável, pelas normas do Código de Conduta. Os que tentarem minar e corromper o nosso desporto serão severamente punidos, é bom que fiquem a saber doravante. É uma mensagem clara que enviados: resultados manipulados não serão permitidos em snooker», sublinhou a propósito das duras penas aplicadas Jason Ferguson, Chairman da World Professional Billiards and Snooker Association (WPBSA).

A CDI foi constituída por Ian Mill, Grace Cheng e Gordon McKay, funcionou em Londres e os jogadores puderam dar a sua versão em audições (presencialmente ou por videoconferência), em audições que decorreram de 24 de abril a 3 de maio, com um representante da WPBSA Players Association (Associação dos Jogadores) a assistir os advogados na sua defesa, revelou agora a WS, tendo os resultados – passíveis de recurso para os tribunais, o que de há muito Liang Wenbo anunciou, nas suas páginas nas redes sociais na China, ir fazer – sido divulgados apenas neste dia.

Nas últimas 24 horas

Manchester United-Crystal Palace: siga aqui em direto
Visita do Papa vale ammistia a Neres e Vlachodimos
Rio Ave: dupla de médios não guarda boas memórias do Sporting

Vídeos

Sessão fotográfica do 'viking' Haaland na Noruega
Sessão fotográfica do 'viking' Haaland na Noruega
O que esperar da seleção feminina diante da Noruega
Futebol00:14
O que esperar da seleção feminina diante da Noruega
«Temos potencial para ser mais sérios e mais claros»
Futebol00:14
«Temos potencial para ser mais sérios e mais claros»
«João Félix está a ser o reforço mais surpreendente»
Futebol00:13
«João Félix está a ser o reforço mais surpreendente»

Últimas Notícias

Manchester United-Crystal Palace: siga aqui em direto
Manchester United-Crystal Palace: siga aqui em direto
Visita do Papa vale ammistia a Neres e Vlachodimos
Visita do Papa vale ammistia a Neres e Vlachodimos