«Simeone quer soldados e não futebolistas com a atitude de Félix»
Félix IMAGO

«Simeone quer soldados e não futebolistas com a atitude de Félix»

INTERNACIONAL02.12.202318:49

Antigo defesa-central do Atlético de Madrid deixa elogios ao técnico argentino e sublinhou que os milhões pagos pelo clube, aliados à atitude do internacional português, estão na origem do seu insucesso nos 'colchoneros'

Em fim de semana marcado pela receção do Barcelona ao Atlético de Madrid, para a 15.ª jornada da La Liga, o nome de João Félix perece ser tema central para os lados colchoneros. Desta vez foi o antigo internacional espanhol Álvaro Dominguez que, em entrevista ao diário Marca, deixou reparos ao internacional português. 

«Este Atlético está no top-5 da Europa e pode vencer as duas competições [La Liga e Liga dos Campeões]. O Cholo é um treinador de ideias claras e não tem de explicar a ninguém porque joga e porque não joga. Para jogares nesta equipa tens de ser um soldado de Simeone. Os resultados apoiam-no e os jogadores que chegam têm de ter consciência de que têm de se colocar à disposição desde o primeiro momento», ressalvou Domínguez. 

Embora reconheça que a metodologia do técnico argentino exige um período de adaptação a quem chega ao clube, o espanhol disse que nenhum apresentou tantas dificuldades como Félix, e que o montante pago ao Benfica pode ser uma das causas da sua falta de adaptação: «Quando pagam esse preço por alguém tão jovem, não é bom. Principalmente neste clube, onde tu tens de ser um soldado de Simeone. Quando juntas 120 milhões a isso, tu não estás preparado para isso.», salientou o ex-jogador, que considerou que o internacional português, nos maus momentos, não apresentou a melhor atitude: «O Griezmann esteve no Barcelona, mas os adeptos perdoaram-no porque ele teve sempre uma atitude correta. Quando estás num clube passas por momentos bons e maus, e mos momentos maus o João não foi bem aconselhado. Ele não pode deve fazer aquele tipo de declarações quando o clube paga 120 milhões por ti dois anos antes. Tu acabas por matar o clube e mostras ao mundo do futebol a tua atitude.»

Álvaro Domínguez terminou a sua carreira precocemente aos 26 anos, após ter sido submetido a cinco operações nas costas enquanto representava o Borussia Monchengladbach. Pelos colchoneros, o central venceu duas Ligas Europa.