Português inspira-se na dupla Robson-Mourinho para conquistar a Escócia
Sérgio Raimundo já ao serviço do Hibernian (foto: Hibernian)

Português inspira-se na dupla Robson-Mourinho para conquistar a Escócia

FUTEBOL13.09.202321:09

Hibernian tem dois nomes portugueses na equipa técnica; Sérgio Raimundo, que se sagrou recentemente campeão australiano, contou a A BOLA como chegou o convite para nova aventura a quase 17 mil quilómetros de distância

O futebol escocês vai contar com influência portuguesa nesta temporada. Sérgio Raimundo acompanha o chefe de equipa britânico Nick Montgomery da Austrália, onde ao serviço do Central Coast Mariners se sagrou campeão, até Edinburgo, mais concretamente ao Hibernian, um clube com quase 150 anos de história. A inspiração para a jornada é bem especial. Chega da dupla formada por Bobby Robson e José Mourinho, que liderou Sporting, FC Porto e Barcelona durante os anos 90

O técnico-adjunto português conta a A BOLA como se tornou o braço direito de Monty: «Conheci-o no curso UEFA A em Belfast. Trocámos ideias e pudemos ver, durante o curso, como cada um trabalha. Estavam lá vários nomes sonantes como Benni McCarthy, Gaizka Mendieta e Harry Kewell. Quando ele assumiu a formação do Central Coast Mariners após ter sido capitão do clube, convidou-me para ser o seu adjunto e, desde então, começámos o nosso caminho em conjunto. Vencemos o campeonato de sub-20 e ainda o campeonato sénior com os sub-21 [espécie de equipa B que joga com jogadores sub-21 contra seniores). Muitos jogadores dessas equipas subiram à principal e, ao fim de seis anos, em que a equipa sénior ficou quatro vezes em último e duas em antepenúltimo, conseguiu ir às finais. No ano seguinte, assumimos a primeira equipa com muitos jogadores que jogaram connosco na formação e fomos a 17.ª equipa no mundo e primeira na AFC no número total de minutos jogados por futebolistas da Academia (cerca de 47%).»

O sucesso foi praticamente imediato, conta o técnico. «No primeiro ano, fomos pela primeira vez na história à final da Taça da Austrália. Perdemos 2-1 para o Melbourne Victory. No segundo, sagrámo-nos campeões da Austrália, ao batermos o poderoso Melbourne City, do City Group, por 6-1. Toda a gente chamou a essa final um ‘David contra Golias’, pois éramos a equipa mais jovem de sempre da A-League e tínhamos também o menor orçamento de toda a liga.»

Sérgio Raimundo conta como tem sido os primeiros tempos no futebol profissional: «Até aqui tudo tem sido excelente. O ter estado na formação do Benfica, com um mentor como o professor Manuel Sérgio, foi escola para a vida. Desde aí, foquei-me em aprender idiomas e preparar-me para ser um adjunto de topo. O Nick é um manager de topo e tentaremos reeditar a dupla Bobby Robson/José Mourinho. Ainda só temos 1 campeonato, por isso só alcançámos 1% do que eles alcançaram.»

Easter Road, Estádio do Hibernian (Foto: Hibernian)

A Escócia é, como se disse, o próximo desafio. Um convite que surgiu na semana passada, com a mudança a ser feita na passada segunda-feira. «A equipa não começou muito bem e o objetivo é dar a volta aos resultados e cimentar o clube no top-3. Também revelar e ajudar a desenvolver jovens para a equipa principal. Queremos trazer paixão e uma linha de trabalho bem definida, ou seja, criar o ‘jogar à Hibs’. O Nick sentiu que era o passo certo a dar. Recusou bastantes propostas no ano passado e já neste ano. É um profissional bastante dedicado e estável. Jogou 15 anos no Sheffield United e depois esteve 11 anos no Central Coast Mariners como futebolista e como técnico.»

As expetativas são, naturalmente, altas. «O Hibs é um clube estável, familiar, com excelente estrutura física e um excelente staff. Acreditamos que podemos fazer um bom trabalho no clube. A perspetiva é continuar a criar sucesso, lutar por títulos, desenvolver jogadores jovens para a primeira equipa. O Miguel Miranda também esteve connosco no último ano em que vencemos o campeonato na Austrália e agora vejo connosco para a Escócia também. Vamos passo a passo e com foco no presente.»

A estreia surge já no próximo sábado na visita a Kilmarnock e as perspetivas de subir na tabela são desde logo imediatas. O Hibernian é antepenúltimo com três pontos em 12 possíveis.