Portimonense: «Temos que fazer crescer a equipa, mas é imperioso somar pontos»

Portimonense: «Temos que fazer crescer a equipa, mas é imperioso somar pontos»

NACIONAL09.12.202300:01

Paulo Sérgio satisfeito com a atitude dos seus jogadores, mas diz que o projeto só é «válido» com a conquista de pontos; Carlinhos regressa ao onze

Na derrota com o Casa Pia na jornada anterior, Paulo Sérgio viu grande atitude dos seus jogadores, mas alerta que é necessário conquistar pontos. 

«Vocês sabem as características do nosso grupo, que tem muita margem de progressão, com muita gente jovem a estrear-se na liga, em que o espaço para melhorar é enorme. Esse é que é o trabalho, é que é o projeto, mas, numa liga competitiva como esta, temos que fazer crescer a equipa, mas é imperioso somar pontos. Não podemos olhar só para um lado da questão, o ideal é fazer crescer esta rapaziada em simultâneo com a conquista dos pontos, que só assim é que é válido. Como eu disse, não fizemos um jogo exuberante, mas criámos muito mais que o adversário e éramos merecedores de um resultado diferente. Temos que dar continuidade ao que fizemos bem e melhorar onde não foi tão bom, sermos mais agressivos no último terço, mais criativos e mais frios no momento de finalizar. É imperioso para se conseguir resultados», apontou.

O treinador do Portimonense elogiou também o Famalicão, adversário deste sábado no Portimão Estádio (início às 15:30h), e afirmou que não estudou os dois últimos jogos da equipa minhota, com o Benfica e o FC Porto

E explicou os motivos: «O Famalicão está recheado de ótimos valores. Há uma declaração pública a assumir uma luta pela Europa na próxima temporada, acho que li o João Pedro (Sousa) dizer isso. Pratica um futebol de qualidade. Sobre esses dois jogos em particular, eu não estudei, fui estudar outros, e devem compreender o porquê: o comportamento não será muito idêntico aos outros jogos, embora seja uma equipa que não muda muito a sua personalidade».

Carlinhos, que cumpriu um jogo de castigo com o Casa Pia, regressa ao onze. «Como eu disse na semana passada, é um jogador diferenciado. Mas a perda de qualquer elemento é sempre má. A do Carlinhos, obviamente teve a sua importância, e nós estamos satisfeitos por ele novamente poder dar o seu contributo», disse Paulo Sérgio, que para o encontro com os famalicences não conta com o avançado Midana Cassamá, expulso com o Casa Pia, nem com os lesionados Igor Formiga e Maurício.